Zoológico da Dinamarca anuncia dissecação de leão e causa polêmica

Animal foi morto para evitar procriação entre parentes

Publicado em 13 de outubro de 2015 às 19:06

- Atualizado há 10 meses

Um zoológico da Dinamarca está sendo alvo de críticas após anunciar que um leão, abatido no início deste ano, será dissecado em público na quinta-feira (15). As informações são de Nina Collatz Christensen, representante de eventos do Zoológico Odense, que há 20 anos tem a prática de dissecar animais em público.O leão foi morto em fevereiro, mas o local não havia divulgado essa informação. "Todos nós vimos o que aconteceu com a girafa, e foi por isso que decidimos não anunciar nada antes que ele estivesse morto. Nem em sonhos imaginamos que tantas pessoas reagiriam a isso", afirmou Christensen à agência Reuters.Zoológico de Odense tem prática de de dissecar animais em público(Foto: Reprodução/Facebook/Odense Zoo)Segundo informações do site G1, a girafa citada era Marius, um macho de 18 meses morto pelo zoológico de Copenhague e dissecado em público em fevereiro de 2014. A repercussão do caso e as críticas foram tão grandes que o diretor do zoológico chegou a receber ameaças de morte.De acordo com a Reuters, a girafa foi morta porque seus genes já estão bem representados entre as girafas dos zoológicos europeus. Com isso, a política institucional é eliminar animais com estes genes para evitar procriação entre parentes. O leão foi sacrificado pela mesma razão.A dissecação foi anunciada na página de Facebook do Zoológico Odense e teve mais de 200 mil visualizações. Revoltadas, muitas pessoas criticaram o local e seus funcionários, além de sugerir que estes fossem dissecados ao invés do leão.Zoológico realizou necropsia em girafa em 2014 e visitantes puderam assistir(Foto: Scanpix Denmark/AFP)