5 festivais de dança anuais para acompanhar em Salvador

vanessa brunt
19.06.2019, 11:39:48
Atualizado: 19.06.2019, 12:08:36

5 festivais de dança anuais para acompanhar em Salvador

Dançar é fazer poesia e crítica com o corpo, é recitar um texto inteiro apenas com movimentos, é grito para ser visto. E, assim como a escrita, a ilustração e tantos outros formatos artísticos, ela não fica de fora de diversas almas que vão para além do axé e do pagode na Bahia, trazendo também eventos constantes que exibem apresentações coreografadas como tema principal. 

Festivais que acontecem em todos os anos na capital misturam diversos estilos da dança com outras atividades e expressões artísticas, como batalha de poesias, grafite, palhaçaria e teatro. Oficinas, feiras e batalhas de break são somente alguns outros detalhes que aparecem em diversos desses eventos que, em sua maioria, contam com programações gratuitas. 

Enganam-se, inclusive, aqueles que pensam que somente os grupos baianos fazem parte dos festivais que tomam a cidade ano após ano. Em vários dos casos, dançarinos e escolas internacionais também se misturam nos projetos. E, para que você não perca nenhum deles, separei para a coluna desta semana uma lista com cinco festivais nada clichês que acontecem em Salvador. De quebra, ainda dá para conhecer e seguir pelas redes sociais diversos grupos de dança da cidade que foram citados pelo caminho. Mexa-se:

1. Festival iNsight Urbano | FiNU

Batalhas de danças, workshops, oficinas e feira com diversos produtos se misturam no Festival iNsight Urbano, que a partir de 2019 passa a acontecer anualmente na capital baiana. O evento, que costuma durar três dias e já contou com três edições, faz parte do calendário de danças urbanas de Salvador e é organizado pelo grupo iNsight.

Com influências do Dancehall, Afrohouse, Breaking, Popping e House Dance, os trabalhos desenvolvidos pelo coletivo iNsight são pautados na cultura hip hop em fusão com danças do Nordeste brasileiro, gerando um novo estilo da chamada de street dance. O movimento conta também com atividades de grafite, apresentação de rap e traz diversas outras artes visuais do hip hop.

A programação conta com partes gratuitas e outras pagas, estando prevista para acontecer a cada segundo semestre de cada ano, iniciando a nova fase ainda em 2019. Palhaçaria e yoga são outros detalhes extras que aparecem pelo festival, que sempre busca renovar o evento com novas artes variadas inclusas. 

➨ Principal grupo de dança soteropolitano responsável: grupo iNsight.
➨ Preço: atividades gratuitas e pagas (preço a verificar quando a nova edição for divulgada).
➨ Para acompanhar as próximas edições: Instagram do Festival | Facebook do grupo | Instagram do grupo.
➨ Onde: a última edição aconteceu em diversos espaços do Pelourinho, como a Escola De Dança Funceb. A próxima edição ainda não teve espaços confirmados.
➨ Três dias de duração.

Extra: o grupo iNsight também participa da Mostra Baiana de Danças Urbanas, projeto que celebra as Danças Urbanas produzida na Bahia, realizado também pelos Grupos InRitmo Crew, Contágios Cia de Dança, com participação de convidados.

2. Ballace | Festival Nacional de Dança

Performances, Outlet da dança, Concurso, Mostras e Oficinas se misturam nos quatro dias do Ballace (Festival Nacional de Dança). O evento, que acontece em Camaçari, é um dos maiores recorrentes na capital baiana.

Com o objetivo de divulgar e incentivar a dança como forma de expressão e valorizar o intercâmbio entre grupos e/ou bailarinos, o festival costuma reunir mais de 800 dançarinos de Salvador e municípios vizinhos e de estados como Sergipe, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e São Paulo. 

São diversos os grupos e estilos de danças que participam, como o Studio A, o Cia On Broadway e o Studio de Dança Milena Monteiro, todos soteropolitanos.

Além das apresentações, o evento conta com variadas oficinas, incluindo algumas especiais para professores. Em 2019, o festival contou com 16 aulas, das quais seis foram gratuitas. Neste ano, o projeto durou do dia 13 a 16 de junho e também foi a primeira vez em que o Ballace teve batalha de break e hip hop. A dança do ventre também ganhou destaque em sessão exclusiva.

A partir da edição de 2019, a organização informou que oferecerá isenção da taxa de inscrição para homens, ou seja, eles dançam gratuitamente como incentivo para o crescimento artístico. Além da novidade, o evento ainda conta com a parte Ballace Kids, feita para a participação aberta de bailarinos entre 4 e 13 anos.

➨ Principal grupo de dança soteropolitano responsável: diversos grupos (exemplos no texto acima).
➨ Preço: oficinas gratuitas e resto da programação por R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia).
➨ Para acompanhar as próximas edições: Site do Festival | Instagram do Festival | Facebook do Festival
➨ Onde: última edição aconteceu em Camaçari, na região metropolitana de Salvador.
➨ Quatro dias de duração.

3. Jornada de Dança da Bahia

Criada em 2005, a Jornada de Dança da Bahia é um encontro focado na relação entre dança e educação. A programação de quatro dias conta com a mostra artística, que apresenta espetáculos de artistas locais, de outros estados e países, reunindo produções de dança moderna e contemporânea.

O Festival ainda traz as residências e oficinas artísticas, para contribuir na qualificação de dançarinos, além do Fórum de Educadores de Dança, ação voltada à reflexão sobre o ensino da dança na Bahia e no Brasil.

Com programação quase toda gratuita, ou a preços populares, o projeto é realizado pela Escola Contemporânea de Dança, focada no ensinamento técnico de dança clássica, moderna e contemporânea. É possível saber mais sobre as convocatórias através do site oficial. No site, também é possível conhecer mais sobre o Fórum de Educadores de Dança, que precede o evento.

A Jornada, que mistura apresentações em diversos locais de Salvador (incluindo teatros e praças), costuma acontecer ao final de cada ano e, assim como em todos os outros, está confirmada para 2019. 

➨ Principal grupo de dança soteropolitano responsável: Escola Contemporânea de Dança.
➨ Preço: gratuito ou a preços populares.
➨ Para acompanhar as próximas edições: Site do Festival | Instagram do Festival | Facebook do Festival
➨ Onde: última edição passou por Teatro Castro Alves, Goethe-Institut Salvador-Bahia, Escola de Dança da UFBA e praças públicas. 
➨ Quatro dias de duração.

4. Festival Internacional Vivadança

Criado em 2007, em Salvador, com o nome de Mês da Dança no Vila, o Vivadança começou como uma programação em comemoração ao mês da dança (abril) e prossegue hoje como festival anual na capital baiana. 

O foco do evento, que dura treze dias, é promover diálogos e intercâmbios culturais trazendo cerca de 450 artistas e 30 espetáculos vindos de 12 países: Moçambique, Holanda, França, Espanha, Alemanha, México, El Salvador, Paraguai, Venezuela, Itália, Lituânia e Burkina Faso. A Bahia, é claro, fica bem representada com dançarinos representantes da capital, Lauro de Freitas, Seabra, São Sebastião do Passé e Camaçari.

O Festival costuma ocupar 10 espaços da cidade com uma programação que engloba espetáculos, oficinas, mesas de debate, mediação e rodadas de negócios. Com programações gratuitas e pagas, o projeto conta com um tema central a cada ano para as apresentações, oficinas e debates. Em 2019, o corpo negro na dança foi a temática principal.

O projeto ainda conta com batalhas de danças divididas em grupos B.Boys e B.Girls. Neste ano, para participar das batalhas foram selecionadas 16 duplas, vindas de Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Roraima, Paraíba, Distrito Federal, Paraná e São Paulo. 

➨ Principal grupo de dança soteropolitano responsável: grupos diversos.
➨ Preço: atividades gratuitas e pagas (preço a verificar a cada nova edição).
➨ Para acompanhar as próximas edições: Site do Festival | Instagram do Festival | Facebook do Festival
➨ Onde: última edição passou por mais de 10 espaços culturais da cidade.
➨ Treze dias de duração.

5. Festival Internacional de Artistas de Rua 

O Festival Internacional de Artistas de Rua promove uma intensa programação repleta de participações do público e com mostras nas áreas de música, teatro, poesia, dança, acrobacia, palhaços e vários tipos de performances durante 10 dias em Salvador, Madre de Deus, Alagoinhas e Lençóis. 

As apresentações começam pela capital com grupos nacionais e internacionais que fazem shows gratuitos, em praça pública. Em 2019 (março), por exemplo, o grupo Umami Dance Theatre, da França, foi um dos que trouxe a dança para o Festival, combinando elementos de balé clássico e dança contemporânea com hip hop, mímica, teatro e comédia em uma apresentação repleta de interatividade com o público.

Acobracia, batalha de poesia e rap e outras performances interativas são apenas algumas das diversas opções que também aparecem na programação anual. O grupo Coisas de Rua, de Salvador, foi outro que levou a dança, dessa vez com estética afro, para o projeto. No final, o público foi convidado a cantar e dançar em uma grande roda de samba.

➨ Principal grupo de dança soteropolitano responsável: grupos diversos.
➨ Preço: gratuito.
➨ Para acompanhar as próximas edições: Site do Festival | Facebook do Festival
➨ Onde: última edição passou pelo Largo do Stº Antonio Além do Carmo.
➨ Dez dias de duração.
  


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-identifica-e-indicia-suspeito-de-espancar-jovem-em-ondina/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cadela-percorre-200-km-a-procura-dos-donos-que-a-abandonaram/
Cadela russa Maru foi encontrada chorando e com patas e focinho quebrados
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/toca-anuncia-principais-atracoes-da-programacao-ate-dezembro/
Filipe Catto, banda Mulamba e edição especial com Larissa Luz cantando Elza Soares estão entre os destaques; confira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/oitava-edicao-do-gamepolitan-se-voltara-ao-universo-analogico/
Evento, considerado o maior da área de games do Norte-Nordeste, acontece em Salvador neste fim de semana (27 e 28)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/quem-e-lil-nas-x-o-rapper-gay-dono-do-maior-hit-de-2019/
Rapper americano tem apenas 20 anos e está há 16 semanas consecutivas no primeiro lugar da Billboard
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/barra-69-ultimo-show-de-caetano-e-gil-antes-do-exilio-quase-teve-invasao-hippie/
Apresentações no TCA em julho de 1969 completam 50 anos; conheça os bastidores
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/projeto-boa-musica-comeca-com-geraldo-azevedo/
Cantor e compositor se apresenta neste domingo (21) no Othon e divide o palco com a banda Estakazero
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/new-hit-tj-ba-nega-absolvicao-a-musicos-acusados-de-estupros/
Oito integrantes do extinto grupo de pagode foram condenados a dez anos
Ler Mais