5 séries de diferentes estilos para inspirar a sua vida profissional

vanessa brunt
01.04.2020, 05:00:00
Atualizado: 01.04.2020, 11:11:14

5 séries de diferentes estilos para inspirar a sua vida profissional


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quem nunca teve, na ponta da língua, uma indicação de série que foca em uma profissão específica? Grey’s Anatomy (médicos), Suits (advogados) ou até Mad Men (publicitários) são algumas das possibilidades mais famosas. Realitys como Chef’s Table (Netflix) e tramas nacionais como O Negócio (HBO) também podem ser bons lembretes.

Mas, independente do foco em uma única profissão, muitas produções conseguem abordar mensagens cabíveis para qualquer realidade.  Lições de empreendedorismo e personagens cativantes podem servir como inspirações e alertas para todos os tipos de carreiras.

Seja para momentos de inovações, crises, apertos ou novos investimentos, dicas para a realidade contemporânea podem estar adentradas em séries sobre casos verídicos ou fictícios, ainda que seja sempre necessário o estudo de cada cenário próprio antes de qualquer decisão.

Separei algumas das séries que mais me inspiraram profissionalmente ou que mais inspiraram pessoas ao meu redor (e que aprovei ao assistir). Algumas estão na minha lista de produções favoritas de toda a vida. Confira abaixo, sem ordem de preferências, tramas de estilos diferentes e com personagens, diálogos e diversos temas prioritários ou segundários que podem estimular a sua caminhada com boas maratonas.

VEJA TAMBÉM: séries para quem é louco por psicologia (com mais dicas, nacionais e internacionais, que podem servir de inspiração).

VEJA TAMBÉM: 5 cinebiografias que vão dar gás nos seus objetivos (alguns dos meus filmes favoritos da vida e que revejo para ficar inspirada e lembrar das lições).

1. THE BOLD TYPE

A minha série favorita do momento e uma das que me deixa mais produtiva depois que acabo qualquer episódio — principalmente quando estou trabalhando em home office. The Bold Type traz uma trama leve, mas ela consegue alcançar o feito enquanto também é recheada de temas impactantes, densos, delicados, socialmente fundamentais e (muitos deles) pouco discutidos em seriados por aí. A obra é inspirada na vida da ex-editora-chefe da Cosmopolitan, Joanna Coles.

A produção apresenta três jovens mulheres que se unem para conquistar o sucesso jornalístico em Nova York, batalhando para fazer seus sonhos resistirem às realidades da vida. Assim, é possível pensar que em relação aos aspectos profissionais, a trama é mais focada em quem produz conteúdo (digital ou não), é da área de Comunicação ou é de alguma linha mais artística.

A série, porém, consegue trazer alertas que qualquer empresa precisa considerar atualmente, como a necessidade de tratar de pautas sociais que estejam em destaque e/ou que não se destoem de lutas por mais respeito. Além disso, qual o negócio que não precisa de um bom marketing sendo feito? Pontos assim ganham foco na obra.

Muito girlpower é envolvido enquanto uma das protagonistas trabalha diretamente com redes sociais, outra escreve artigos e, por fim, há a apaixonada por moda, mas que precisa ir muito além dela para conquistar o seu lugar.

➨ Gênero: colocaria 'série leve para esquecer de todos os problemas e ficar mais produtiva(o)', mas ela é dita como comédia dramática, ainda que eu não concorde exatamente com a afirmação
➨ Quantidade de temporadas: 4 (em torno de 10 episódios em cada)
➨ Duração por episódio (média): 45 min
➨ Lançamento: 2017
➨ Nacionalidade: EUA
➨ Finalizada? Não. A 5ª temporada ainda não confirmada, mas a 4ª deixa a ideia de prosseguimento e os fãs estão no aguardo.


2. A VIDA E A HISTÓRIA DE MADAM C.J. WALKER

A nova minissérie de drama biográfico narra a vida de Madam C. J. Walker (ou Sarah Breedlove), que foi uma empreendedora americana, filantropa e ativista política e social. Ela é registrada pelo Guinness Book of World Records como a primeira mulher que se tornou milionária nos Estados Unidos. Filha de escravos, teve que enfrentar diversos obstáculos (como racismo e a sociedade patriarcal) para alcançar seus objetivos.

Com atuações brilhantes e mensagens que podem ser extraídas de cabo a rabo, a produção é dirigida por uma mulher negra, Nicole Asher, o que é mais um dos aspectos bacanas, já que traz o lugar de fala de quem realmente o tem até nos bastidores.

A obra mergulha em quesitos fomentadores para qualquer profissional ou empresa, como é o caso da força do Storytelling. Apesar dos pontos negativos da trama, como falhas de contextualização, uma trilha contemporânea destoante e o destaque exagerado a uma competitividade de Madam C.J. Walker com sua oponente, a produção vale a pena pelos detalhes da história verídica que trazem entrelinhas com lições hoje entendidas como enriquecedoras para quem quer, inclusive, melhorar a presença digital.

Ainda que com um roteiro rápido que acaba sendo raso perto do que a história realmente representa, as metáforas críticas misturam assuntos diversos e alertas para qualquer ofício, sem deixar de ser inspiradora. A mesclagem com elementos contemporâneos, inclusive, pode soar poética para quem assim captar.

➨ Disponível na Netflix
➨ Gênero: Drama biográfico e histórico
➨ Quantidade de temporadas: 1 (com 4 episódios)
➨ Duração por episódio (média): 60 min
➨ Lançamento: 2020
➨ Nacionalidade: EUA
➨ Finalizada? Sim.

3. SILICON VALLEY

Silicon Valley é uma série de comédia sagaz, repleta de sarcasmos e sem nada que seja do estilo pastelão. Ambientada no Vale do Silício, região da Califórnia fértil em inovações tecnológicas e científicas, a série mostra um grupo de desenvolvedores que cria novo um programa com o objetivo de impressionar um bilionário excêntrico do ramo tecnológico.

A produção traz a realidade de um grupo de nerds, mas não força piadas nerds ou situações mirabolantes só para ter a obrigação de ser engraçada. Pelo contrário, ela é sutil e causa o riso por escancarar realidades simples e muitas vezes ignoradas.

A obra traz vários dos aspectos sobre como iniciar uma empresa no Vale do Silício (assim como em qualquer lugar), com todos o imprevistos e problemas que uma ideia milionária pode gerar (ou, ainda, qualquer ideia em geral).

Planejamento, frustrações, testes para um novo negócio, treinamentos de discursos, relação com investidores e muitos outros tópicos são apresentados pela trama.

➨ Gênero: Comédia (sagaz e não pastelão)
➨ Quantidade de temporadas: 6 (em torno de 8 episódios em cada)
➨ Duração por episódio (média): 26 min
➨ Lançamento: 2014 (foi até 2019)
➨ Nacionalidade: EUA
➨ Finalizada? Sim.

4. SCANDAL

Uma das minhas séries favoritas de toda a vida. Scandal apresenta a ex-consultora de mídia do presidente americano, Oliva Pope (Kerry Washington), que dedica sua vida a proteger e defender as imagens públicas da elite americana. Ela mistura Relações Públicas, Direito e diversas profissões para trabalhar a reputação dos clientes.

Depois de deixar a Casa Branca, ela abre sua própria empresa, na esperança de iniciar um novo capítulo, tanto profissionalmente como pessoalmente, mas ela parece não conseguir cortar completamente os laços com seu passado.

Assim, a trama apresenta um grupo disfuncional que media crises empresariais e políticas de seus clientes. A Price & Associates é uma firma composta por advogados, investigadores e outros profissionais chamados para resolver situações que precisam ficar longe da mídia e da curiosidade do público.

A produção apresenta discussões sobre relacionamentos amorosos saudáveis, ética, bastidores de ambientes que envolvem grandes poderes (como a presidência) e variados outros quesitos que surgem enquanto as lições para qualquer profissão são dadas.

➨ Tem duas temporadas disponíveis na Netflix
➨ Gênero: Drama
➨ Quantidade de temporadas: 7 (em torno de 20 episódios em cada)
➨ Duração por episódio (média): 42 min
➨ Lançamento: 2012 (foi até 2018)
➨ Nacionalidade: EUA
➨ Finalizada? Sim.

5. BILLIONS

Uma série sobre mercado de capitais, poder e política. Billions acompanha o embate entre Bobby “Axe” Axelrod ( Damian Lewis) um gestor de um bilionário fundo de investimentos e Charles “Chuck” Rhode, o US Attorney (algo como o Procurador da República no Brasil), que em uma campanha contra o capitalismo inescrupuloso de Wall Street, elegeu Axe como seu principal adversário declarado.

Além de trazer nas bordas diversas temáticas extras com bons alertas — como a parceria enriquecedora em relacionamentos românticos e o importante alinhamento em equipe —, a série se aprofunda no núcleo do mercado financeiro, suas transações, os egos e inseguranças dos milionários jovens de Wall Street e suas operações. Tudo isso com decisões, diálogos e problemáticas que podem servir como representações para casos do dia a dia de diversos profissionais.

A trama discute bastante vários pontos éticos, fazendo o espectador muitas vezes torcer por aquele que apela para o suborno, a espionagem, traições e inúmeras outras táticas criminosas e/ou injustas. Mas tudo isso é intencional, já que a ideia é mostrar também a fragilidade da ética e de honestidade em diversos momentos (por parte dos esquemas que existem no mercado, principalmente), abrindo os olhos para que não se aceite rapidamente 'qualquer coisa' no caminho para o próprio objetivo.

É importante pontuar, porém, a necessidade do cuidado para lembrar que esses pontos não devem servir de inspiração: afinal, seu currículo é uma das poucas coisas que não podem ser tiradas de você em nenhum momento, a não ser que a sua falta de ética o manche (fechando quaisquer outras portas).

➨ Disponível na Netflix
➨ Gênero: Drama
➨ Quantidade de temporadas: 4 (em torno de 12 episódios em cada)
➨ Duração por episódio (média): 42 min
➨ Lançamento: 2016
➨ Nacionalidade: EUA
➨ Finalizada? Não. 5ª temporada confirmada.

EXTRA: THE PROFIT

Única que segue o estilo de reality show na lista, The Profit (ou O Sócio) gira em torno de Marcus Lemonis, diretor geral de uma empresa multibilionária, que sai em busca de negócios de pequeno porte em crise. O empresário investe seu dinheiro e aplica sua experiência para salvar estas empresas e com isso obter mais lucro.

➨ Gênero: Documental/Reality Show
➨ Quantidade de temporadas: 7 (em torno de 14 episódios em cada)
➨ Duração por episódio (média): 30 min
➨ Lançamento: 2015
➨ Nacionalidade: EUA
➨ Finalizada? A sétima temporada ainda está em andamento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas