'A BTS pode ensinar muito ao mundo', diz presidente do Clube das Baías Mais Belas

sustentabilidade
12.11.2017, 06:01:00

'A BTS pode ensinar muito ao mundo', diz presidente do Clube das Baías Mais Belas

A portuguesa Maria das Dores Meira é uma das convidadas III Fórum Internacional Gestão de Baías, que acontece amanhã (13)

A portuguesa Maria das Dores Meira preside o Clube das Baías Mais Belas do Mundo (MBBW,  sigla em inglês para The Most Beautiful Bays in The World Club), organização não governamental que promove a troca de experiências entre os associados no âmbito do desenvolvimento sustentável. Atualmente, 43 baías de 25 países e quatro continentes compõe o seleto grupo, entre elas a Baía de Todos os Santos (BTS).

Portuguesa vem a Salvador representar a Baía de Setubal (Foto: Divulgação)

Ontem, a agenda da diretoria do MBBW previa a realização, na sede da FIEB (Federação das Indústrias do Estado da Bahia), no bairro do Stiep em Salvador, da 20ª reunião anual do Clube. Esta foi a primeira vez que a cúpula da organização se reuniu na América Latina. 

Meira, que está em Salvador para participar nesta segunda-feira (13/11) do III Fórum Internacional Gestão de Baías. Nesta entrevista ao CORREIO, a presidente do Clube das Baías Mais Belas do Mundo – que também representa a baía portuguesa de Setubal - explica os propósitos da organização e fala sobre a importância da BTS:


Como funciona o Clube das Baías Mais Belas do Mundo?  

É uma organização não governamental que procura promover a troca de experiências entre os seus membros em nível de políticas de proteção, conservação e desenvolvimento sustentável das baías.


Quais são os objetivos do Clube?  

A promoção de intercâmbios culturais, sociais, desportivos, econômicos e industriais entre os habitantes das regiões das baías. Durante a minha gestão estamos dinamizando outras ações previstas para conferir maior visibilidade ao Clube das Mais Belas Baías do Mundo e que consistem, por exemplo, na realização de convites a figuras públicas para o papel de embaixadoras de cada enseada, bem como o lançamento de uma bolsa de mérito em investigação científica sobre preservação ambiental e dos oceanos.


Qual é a importância dessa  organização?
 
 O Clube celebra, sobretudo, a união entre os povos da Terra, articulando de forma muito funcional e harmoniosa as diferenças que encontramos nas 43 baías que integram a organização. No Clube das Mais Belas Baías do Mundo, mais fascinante do que a exuberância das paisagens, praias, marinas e equipamentos turísticos, são a diversidade humana, os costumes e as tradições a que se aliam os patrimônios ambientais, culturais, históricos, linguísticos, étnicos e sociais. E é isto que temos que defender lançando ações para uma maior visibilidade pública internacional e agilizando parcerias, como, por exemplo, com a Unesco, e participando em ações da Organização das Nações Unidas (ONU).  
 

Quais são suas expectativas para o terceiro Fórum Internacional Gestão de Baías?
 
As expectativas são claramente positivas e é com grande honra que levo o Clube das Mais Belas Baías do Mundo até o Brasil. Espero que este Fórum sirva para partilhar ideias e projetos considerados casos de sucesso sobre a gestão das baías. Espero também poder afirmar em Salvador que o Clube está disponível para ajudar a quem defenda os nossos princípios.


Qual é a importância da Baía de Todos os Santos  para  o clube?

É sempre um prazer ser recebida nesta baía que é lindíssima e que faz parte desde 2016 deste nosso clube. Para nós era importante contar com a presença da Baía de Todos os Santos, pelo seu enorme esplendor natural e por ser sede da Amazônia Azul. Acho que pode ensinar muito ao clube e ao mundo. 


A Baía de Todos os Santos é cercada por 18 municípios baianos, que são muito importantes para a economia da região. O Clube também pode estimular os negócios na BTS?

O Clube incentiva a partilha e o fomento de novos negócios que respeitem as comunidades locais. Tentamos dinamizar alguns desses investimentos com a criação de roteiros turísticos de veleiros entre as baías e incentivamos especialistas na área ambiental a nos apresentar projetos inovadores de proteção dos oceanos. A marca Clube das Mais Belas Baías do Mundo tem um potencial enorme para a promoção dos negócios locais, sendo que as empresas e entidades públicas de cada baía devem ter esta preocupação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas