'A gente sabia que isso iria acontecer', admite zagueiro Wallace

e.c. vitória
28.11.2021, 19:36:00
Capitão do Vitória, Wallace amargou rebaixamento à Série C, no Barradão (PAULA FRÓES / CORREIO)

'A gente sabia que isso iria acontecer', admite zagueiro Wallace

Capitão do Vitória lamenta rebaixamento e projeta temporada 2022

Não foi uma surpresa. Mesmo para os que estavam lutando dentro das quatro linhas contra os fatos. O rebaixamento do Vitória à Série C do Brasileiro foi um baque que veio sendo construído e sentido ao longo da temporada 2021. Depois de inúmeros anúncios, a queda foi concretizada na noite deste domingo (28), após a derrota por 1x0 para o Vila Nova, no Barradão, na rodada derradeira da Série B do Brasileiro. 

"A gente lamenta, mais uma vez dando desculpa aqui. Já estou cansado de ficar dando sempre o mesmo depoimento. A gente sabia que isso iria acontecer, porque ao longo da temporada a gente foi avisando, foi vendo, resquícios de várias coisas que a gente não conseguiu sanar ao longo da temporada. Infelizmente, a gente termina com um resultado fatídico dentro de casa, pra terminar esse ano tão cruel como tem sido nesses últimos anos, onde o Vitória se colocou", lamentou o zagueiro Wallace, depois do apito final. 

Para o capitão rubro-negro, é hora de olhar pra frente e buscar caminhos diferentes dos que foram traçados até aqui. A Série B já faz parte do passado e o Vitória se despediu dela na 18ª posição, com 40 pontos. Remo, Confiança e Brasil de Pelotas foram os outros três clubes rebaixados.

"É já pensar em 2022, tentar reprojetar o clube, fazer as reformulações que têm que ser feitas de fato e não simplesmente ficar no discurso, mas nas atitudes necessárias, porque o Vitória é muito grande, tem 3,5 milhões de torcedores, não pode jamais estar na Série C. A Série C da gente tem que começar amanhã, infelizmente, já pensando no projeto, no perfil de atleta que a gente tem que ter dentro da equipe. Se a gente de fato quer fazer o Vitória voltar a trilhar no cenário nacional, como já foi muito forte, a gente tem que rever muita coisa", concluiu Wallace.  

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas