A manobra de Rui, indefinição entre Wagner e Otto, e Leão conta os segundos para assumir governo

alô alô política
18.02.2022, 11:49:15
Foto: Divulgação

A manobra de Rui, indefinição entre Wagner e Otto, e Leão conta os segundos para assumir governo

Leia a coluna na íntegra

Bolsa de apostas
Otto Alencar (PSD) ou Jaques Wagner (PT)? Quem será o candidato do grupo? As bolsas de apostas ferveram na política baiana essa semana, com especulações para todos os gostos. Observadores mais experientes afirmam que nem mesmo os protagonistas têm certeza de quem será o escolhido da ala governista. A única certeza, garantem fontes da base petista, é que o governador Rui Costa (PT) será candidato ao Senado.

Arrogância
Diferente de Wagner, Rui nunca foi considerado um articulador político hábil. Muito pelo contrário. Agora começa a ser visto também como arrogante. Nas movimentações mais recentes, ele tem oferecido a 1ª Suplência ao Senado para quem o apoiar. Nas contas do governador, ele será eleito, Lula também e o convidará para ser ministro. Quem topar a suplência vira “automaticamente” senador. Quem ouviu a proposta ficou na dúvida: falta de humildade ou otimismo exagerado?

Traidor
Rui, por sinal, está sendo chamado de traidor nas rodas petistas. O governador é tido como o grande articulador da manobra política, que substituiria Wagner por Otto na cabeça da chapa. “Ele não seria nada sem Wagner. Isso é uma traição a quem lhe deu tudo”, desabafa um petista histórico ao destacar que o governador rompeu o compromisso de ficar no Palácio de Ondina até o final do mandato.

Boca aberta
A proposta de Rui, dizem parlamentares, pegou de surpresa até mesmo os mais simpáticos ao governador (ainda que estes sejam bem poucos). Ele teria revelado o desejo de ser candidato a senador em uma reunião antes do encontro com Lula, deixando os participantes boquiabertos, revelam. Contudo, as fontes da coluna dizem que a vontade de Rui é antiga e já vinha sendo incentivada há algum tempo por pessoas próximas. 

Vazamento em Ondina
A reunião entre Lula, Wagner, Rui e Otto vinha sendo mantida em segredo. O próprio governador, porém, ordenou a sua assessoria que vazasse a informação para a imprensa. Incomodados com a divulgação, muitos deputados da base foram a público defender a permanência de Wagner na cabeça da chapa.

Leia mais colunas de Alô Alô Política

Fadiga de Material
A manobra de Rui foi vista com bons olhos pelo próprio Lula. O ex-presidente já vem falando há muito tempo que prefere Otto na cabeça da chapa na Bahia. Numa conversa com o governador do Maranhão, Flávio Dino, Lula disse que com Otto ele teria um palanque político mais amplo no estado. E concluiu que acha arriscado manter o PT para o governo por conta do desgaste natural de quem está há 16 anos no poder.

Especulação
No meio político houve a especulação de que o apoio a Otto seria uma troca e com isso o PSD nacional apoiaria Lula já no primeiro turno. Quem conhece Kassab, no entanto, não embarca nesta tese. No fundo, no fundo, o cacique do PSD quer ser vice de Lula, algo hoje inviável com a chegada de Geraldo Alckmin. Kassab agora tenta atrair o governador gaúcho, Eduardo Leite, mas o objetivo maior é ganhar tempo para se cacifar no jogo nacional.

Sem preferência
Ao ser perguntado quem prefere enfrentar em outubro, ACM Neto tem dito que não escolhe adversário. “Temos de estar preparados para enfrentar qualquer um”, disse. A ordem é continuar trabalhando e esquecer os adversários.

De camarote
Na semana passada, adiantamos que o ex-prefeito de Salvador vai observar as movimentações dos adversários para só depois definir a sua chapa. Ontem, Rui Costa disse que a definição dos governistas acontece só em 13 de março. Ao que tudo indica, ACM Neto continuará observando de camarote, sem pressa.

Contando os segundos
Pelas bandas do PP, o governo nas mãos de João Leão já é considerado uma realidade. Na semana passada, a coluna já havia informado que um influente integrante da cúpula pepista avisou que o vice se tornaria governador. O cenário não só tem se confirmado como já está em estágio avançado para se concretizar. Fontes da cúpula do partido, inclusive, ressaltaram que o governo de Leão é um pré-requisito para que o PP permaneça na base governista. 

Hora do jogo
Nos bastidores, o vice-governador João Leão já negocia cargos e secretarias. Parlamentares ouvidos pela coluna dizem que Leão já tem conversado com aliados mais próximos sobre a composição de seu governo. O diálogo visa ainda atrair para o PP deputados já com mandato e candidatos fortes para a disputa proporcional. Integrantes da sigla avaliam que, com Leão no governo, além de evitar a fuga de parlamentares, o partido pode conseguir formar uma chapa forte para eleger bancadas fortes. “Leão já avisou que quer movimentar a janela partidária”, revelou, sob anonimato, um pepista. 

Sobrevivência
A não candidatura de Rui ao Senado é avaliada por fontes do Palácio de Ondina como uma possível morte política do governador. Eles dizem que Rui nunca foi bem quisto pela base, muito menos no PT, e, com isso, ficaria ainda mais isolado no grupo petista. “A candidatura ao Senado é uma forma de sobrevivência política para Rui, que colecionou muito mais desafetos do que aliados”, afirma um deles. 

Áudio da discórdia
Em um áudio atribuído a Otto, o senador e principal cacique do PSD no estado faz críticas ao vice-governador. “Isso é João Leão plantando notícia para assumir o governo no lugar de Rui”, diz o áudio. Otto negou, mas quem conhece o senador jura de pés juntos que o conteúdo é verdadeiro.

A coluna Alô Alô Política é publicada às sextas, sempre ao meio dia, nos portais CORREIO e Alô Alô Bahia. Também pode ser conferida através do endereço www.aloalopolitica.com e do Instagram @aloalopolitica 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas