A maturidade do digital se aproxima: o que devemos esperar

marketing & negócios
18.12.2018, 05:00:00

A maturidade do digital se aproxima: o que devemos esperar

Primeiro, os números: o último forecast do Grupo M (holding de mídia da WPP) indica que as tendências dos últimos anos estão se transformado. Depois de retirar parte importante da receita dos jornais e revistas e tentar avançar, sem sucesso sobre a TV, o ritmo de expansão da mídia digital entra em ritmo de "business as usual", ou seja, expansão de um dígito - o que é bom, como se sabe, mas não espetacular.

A chamada mídia impressa vem reagindo, inclusive, migrando para o digital e disputando receita com as chamadas "novas mídias, mas a vida deles continua sujeita a chuvas e trovoadas intensas. Mas eles estão aprendendo e, como se verá mais adiante, serão protagonistas da era adulta da internet.

No Reino Unido, que é o mercado publicitário mensurado com maior precisão entre todos, o digital "pure player" sai de uma performance de 15,1 e 11,1% de crescimento em 2017 e 2018, respectivamente, para a previsão de 8,6% em 2019.

A TV, que chegou a perder alguma coisa em 2017 naquele mercado, recuperou parte em 2018 e crescerá em 2019. O rádio e o OOH, pouco afetados pelo tsunami digital, até porque conseguiram migrar mais facilmente para lá, permanecem ganhando espaço ano a ano. O cinema, que é bem pequeno diante dos demais, segue sua toada, crescendo lentamente.

É evidente que o mundo digital continua alardeando crescimento bombástico, especialmente no mobile, que apesar de ganhar importante espaço no dia a dia das pessoas e no e-commerce, em termos publicitários continua sendo mais uma promessa que uma realidade efetiva.

Mas a verdade que o digital enfrenta uma ressaca pelo seu crescimento desordenado e vive o contra-fluxo das avaliações e análises menos entusiasmadas e mais robustas, que demonstram que suas entregas e retornos não são como o prometido e esperado. Além do que já caiu a ficha que o digital funciona bem mesmo em combinação e sincronia com outros meios, em especial a TV.

A verdadeira recente avalanche de problemas que se sucedem com o digital por todo o mundo combinam a descoberta de esquemas fraudulentos, números imprecisos e inflados, um certo enfado do público com fórmulas rasas e repetitivas e, não menos importante, a imposição de novas leis e a conscientização de alguns players do setor que a fase das loucuras da adolescência e juventude está passando com a chegada do natural aumento da responsabilidade da maturidade.

Contribui para isso a migração das mídias ditas tradicionais para o digital, pois elas tiveram que aprender, ao longo de décadas e reveses vindos do controle público e da própria competição pela audiência e verbas publicitárias, que a responsabilidade, princípios e práticas deontológicas em relação ao público e aos anunciantes é condição sine qua non para sua expansão e sobrevivência sustentável.

Passada a excitação natural pelo feérico da novidade, tanto público como anunciantes querem ter a precisão, diversidade e honestidade do jornalismo; capacidade de encantamento e envolvimento do entretenimento; atratividade e correção na cobertura esportiva, prestação de serviços abrangente e verdadeiramente útil; e, não menos importante, transparência das relações entre a tríade veículo-audiência-anunciante.

O que implica em fatos básicos como não disfarçar publicidade como editorial; não comercializar de modo dissimulado os dados da audiência; e manter postura ético-comercial condizente em relação aos clientes-anunciantes e aos próprios concorrentes.

Ou seja, nada que um jornal, revista ou rede/emissora de rádio e TV de boa reputação não saiba ou deixe de fazer, mas que parte do universo digital achou que não aplicava a ele.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/modelo-de-18-anos-desaparece-apos-cair-de-jet-ski-em-barragem-na-bahia/
Buscas continuam em Ponto Novo; jovem é natural de Jacobina
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/astros-das-series-la-casa-de-papel-e-esquadrao-6-vem-ao-brasil/
Netflix confirmou presença dos artistas em paineis na CCXP 2019, no dia 8 de dezembro em São Paulo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/descarte-de-500-kg-de-petroleo-cru-em-area-ambiental-de-marau-e-investigado/
Prefeitura nega responsabilidade e diz que investiga culpados
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gilberto-grava-video-com-pedido-de-desculpas-a-torcida-do-bahia/
Atacante causou polêmica após derrota por 3x1 para o Flamengo; veja aqui
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mp-denuncia-policiais-por-abuso-contra-cliente-agredido-na-caixa/
Militares deram 'mata-leão' no empresário Crispim Terral na frente da filha de 15 anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/iza-lanca-clipe-de-evapora-com-ciara-e-major-lazer/
Gravado em Los Angeles, clipe conta com trecho em português cantado por Ciara
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pixar-divulga-trailer-de-soul-animacao-que-estreia-em-2020/
Filme vai explorar os valores humanos a partir da alma dos adultos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/com-presenca-de-ivete-corpo-de-jesus-sangalo-e-cremado-em-salvador/
Cerimônia de cremação foi restrita para familiares e amigos do empresário
Ler Mais