Acidente em Maraú: mulher morre e 9 ficam feridos em queda de jatinho

bahia
14.11.2019, 17:00:00
Atualizado: 14.11.2019, 18:13:26
(Dudu Face/Camamu Notícias)

Acidente em Maraú: mulher morre e 9 ficam feridos em queda de jatinho

Aeronave pertence ao bilionário mais discreto do país, José João Abdalla Filho, de 74 anos, que está em Nova York

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma mulher morreu carbonizada após um avião cair durante o pouso na pista do resort Kiaroa Eco-Luxury Resort, na praia de Barra Grande, distrito de Maraú, na região sul da Bahia, nesta quinta-feira (14).

Segundo informações da assessoria de comunicação da prefeitura da cidade, o acidente ocorreu pouco depois das 14h e deixou ainda outros nove feridos. Até às 15h, não havia informações de mortos, mas, por volta das 16h30, a prefeitura confirmou que uma mulher morreu e outras nove pessoas ficaram feridas, entre elas uma criança. As vítimas não tiveram nomes e idades divulgadas.

A Polícia Civil informou que equipes da Delegacia Territorial (DT) de Maraú realizam os levantamentos iniciais sobre a queda do avião. "A unidade expediu a guia de remoção da vítima fatal", diz a nota.

Ainda conforme a prefeitura de Maraú, parte dos sobreviventes tem ferimentos graves. Eles foram levados ao posto de saúde de Barra Grande e depois trazidos de avião para Salvador. A prefeitura também informou que todas as pessoas que estavam na aeronave - um bimotor Cessna C550, de prefixo PT- LTJ - conseguiram sair antes do fogo tomar conta do avião totalmente.

Jatinho de luxo antes da queda
(Foto: Divulgação)

Em contato com o CORREIO, o empresário Tiago Resende, 40 anos, que testemunhou o acidente, contou que escutou um forte estouro antes da aeronave cair. Depois só avistou fogo e uma fumaça preta. "Ouvi o estouro e um barulho de uma coisa arrastando. Depois, quando virei, só uma fumaça bem escura e muito fogo", afirmou ele, que estava em um terreno próximo ao que ocorreu o acidente. 

Leia mais: Jatinho de luxo que caiu em Maraú pertence ao bilionário mais discreto do país

Resende chegou a ficar a cerca de 200 metros da aeronave e viu uma equipe do resort prestar os primeiros socorros às vítimas. "Tentei chegar próximo para socorrer, caso tivesse alguém, mas o fogo estava muito grande e tinha uma cerca impedindo a passagem. Não tinha condição nenhuma de chegar mais perto. Vi o pessoal do hotel dando suporte e vi que uma pessoa ferida, mas não sei dizer se ela estava na aeronave. Ela estava em pé”, afirmou. Tiago disse ainda que chegou a ouvir outras explosões pequenas quando se aproximou do avião.  

Ainda não há confirmação sobre o total de pessoas que estavam no avião e nem sobre o que provocou a queda da aeronave.

Conforme registro da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião, um bimotor Cessna C550, de prefixo PT- LTJ, é de propriedade do empresário José João Abdalla Filho, mais conhecido como Juca Abdalla, dono do Banco Clássico. Ele não estava na aeronave.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas