Acumulado de chuva passa de 150mm e causa estragos em Salvador

salvador
24.04.2020, 14:53:47
Contenção desabou sobre carros em condomínio na Boca do Rio (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Acumulado de chuva passa de 150mm e causa estragos em Salvador

Sirene que alerta para risco de deslizamentos foi acionada em Castelo Branco

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A chuva continua a causar estragos em Salvador e, nesta sexta-feira (24), também na cidade de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana da capital baiana (RMS), onde ruas ficaram completamente alagadas. Ainda na noite desta quinta-feira (23), moradores do Condomínio Vila Rangel, na Rua São Camilo, no bairro da Boca do Rio, tomaram um susto com a ruptura de uma contenção em solo grampeado.

O rompimento causou um deslizamento de terra no fundo do condomínio e três carros que estavam estacionados foram atingidos pela terra. Um deles, um Peugeot branco, acabou ficando preso. Segundo moradores, a contenção rompeu por volta das 23h desta quinta e alguns chegaram a pensar que o barulho havia sido de um trovão. A Defesa Civil de Salvador (Codesal) esteve no local para fazer vistoria.

De acordo com a Codesal, as chuvas que atingem Salvador nas últimas 72 horas se devem à atuação de uma convergência de umidade, o que ocasiona chuvas intensase acumulados acima de 150mm nas localidades de Nova Esperança, onde choveu 171,2mm nos últimos três dias, retiro (163,6mm), Caminho das Árvores (158mm), Castelo Branco (155,8mm) e Palestina (155,8mm).

Por conta desse quadro, o nível de alerta, a Codesal saiu do nível 2, de atenção, para o nível 3, para alerta. Em castelo Branco, o alerta foi sonoro. Na comunidade de Moscou, as sirenes que avisam sobre o risco de deslizamentos de terra foram acionadas pela no final da manhã desta sexta-feira.

"Acionamos as sirenos por conta do grande acumulado de chuva nestas últimas 72 horas. O protocolo exige que nós peçamos autorização do prefeito para fazer o acionamento. Já foi feito e agora nossas equipes estão em campo para recepcionar as famílias que virão aqui para ser acolhidas nesta escola municipal", disse o diretor-geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, em frente à Escola Municipal de Castelo Branco.

Já no bairro do Barbalho, uma árvore caiu sobre a fiação na Rua Marechal Gabriel Botafogo, deixando o poste inclinando e bloqueando a rua. O jeito foi duplicar a Rua Vital Rêgo, para servir de alternativa a quem precisava passar pelo local.

Ocorrências
Até as 11h desta sexta-feira, a Codesal havia recebido 265 solicitações. Foram 99 deslizamentos de terra, 52 ameaças de desabamento, 37 ameaças de deslizamento, 28 avaliações de imóvel alagado, 10 imóveis alagados, nove infiltrações, oito desabamentos de muro, seis árvores ameaçando cair, seis desabamentos parcial, três árvores caídas, três ameaças de desabamento de muro, dois desabamentos de imóveis, um armazenamento de material perigoso e um galho de árvore caído.   

O órgão que integra a categoria de serviços fundamentais do município atende normalmente à população pelo telefone gratuito 199. É importante que todos fiquem em suas casas e evitem aglomerações, única forma de conter a pandemia de coronavírus.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), vai continuar chovendo pelo menos até segunda-feira. As temperaturas mínimas previstas para o final de semana em Salvador são de 21°C e 19°C no sábado e domingo, respectivamente. No mesmo período, as temperaturas máximas estimadas são de 32°C e 31°C.

Segundo o Inmet, 258mm de chuva era aguardados para a capital baiana neste mês de abril e até esta sexta-feira, o órgão registrou cerca de 70% desse volume. Por conta disso, o Inmet não descarta a possibilidade de que caia mais chuva do que o previsto para o mês.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas