Agronegócio registra exportações que somam quase US$ 9 bilhões em agosto

estúdio correio
16.09.2020, 16:54:00
Atualizado: 16.09.2020, 16:54:33
(Foto: John Deere/divulgação)

Agronegócio registra exportações que somam quase US$ 9 bilhões em agosto

Em valores absolutos, o crescimento foi de US$ 646,24 milhões   

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Neste ano, o Brasil tem obtido resultados significativos em relação ao agronegócio. Para se ter uma ideia só em agosto de 2020, o país exportou US$ 8,91 bilhões em produtos do agronegócio. Esse valor significa uma elevação de 7,8% em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 8,26 bilhões). A elevação está relacionada a quantidade de produtos exportados, que registrou aumento de 16,5% na comparação entre agosto de 2019 e 2020. Em valores absolutos, o crescimento foi de US$ 646,24 milhões.

Os dados foram, divulgados pela Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), foram revelados na Balança Comercial do Agronegócio. Segundo a secretaria, a elevação das vendas externas da soja em grãos e de açúcar de cana foram os responsáveis pelo resultado do mês. Além disso, vale destacar que o agronegócio representou mais de 50% na participação das exportações totais do país.

Soma-se a isso importantes benefícios e medidas que vem sendo adotados para garantir o desempenho do setor no país, como a Plataforma Nacional de Registro e Gestão de Tratores e Equipamentos Agrícolas (AGID). Sistema, que permite o registro oficial de tratores e equipamentos agrícolas, sem custo para o produtor rural. Com o registro, passa a ser possível ter um documento único com identificação geral do veículo e histórico de donos. Ou seja, é mais segurança para o produtor do campo. Isso porque no caso da venda de colheitadeiras John Deere, por exemplo, é possível ter informações oficiais sobre o equipamento e sobre o vendedor.

Vale dizer que as buscas por equipamentos agrícolas tendem aumentar também em diversos tipos de cultura. Isso porque as exportações de soja em grão aumentaram 25,1%, atingindo US$ 2,21 bilhões. Desse total, a China comprou perto de 75%, o que representou US$ 1,65 bilhão. Sendo assim, o empreendedor do campo deve se preparar para aproveitar esse momento de expansão do setor. A dica é investir em maquinários, como os da John Deere tratorespor exemplo, já que possuem qualidade e tradição no mercado.

Mercado Global
É necessário analisar o quadro internacional para entender algumas questões do setor agrícola em relação as exportações. Houve uma queda de produção de açúcar na Índia e Tailândia na safra 2019/2020, o que criou novas oportunidades para o Brasil aumentar as exportações do produto. Dessa maneira, o país alcançou em agosto US$ 960 milhões, com incremento de 107%.

Além disso, os embarques dos produtos do agronegócio brasileiro para a China também justificam o incremento no mês analisado. Ao todo, foram despachados para o país asiático 30% a mais que o registrado em 2019 (US$ 639 milhões), totalizando em agosto US$ 2,7 bilhões. Contribuindo para o saldo dessa balança comercial de agosto, que somou US$ 7,1 bilhões, estão as importações, que registraram uma queda nos produtos agropecuários de US$ 1,10 bilhão (agosto/2019) para US$ 912 milhões (agosto/2020). Esse valor quer dizer um recuo de 17,3%.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas