Algodão aumenta produtividade em 40%

donaldson gomes
18.02.2022, 05:00:00

Algodão aumenta produtividade em 40%

Atuação proativa 
Nos últimos dez anos, o algodão baiano teve um aumento de quase 40% em sua produtividade, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas pelo produtor. Na safra 2022/23, o índice era de 228 arrobas por hectare, enquanto no período de colheita atual os números são de 318. Isso significa que a produção cresceu muito mais do que a área ocupada no período. O engenheiro agrônomo Luiz Carlos Bergamaschi, presidente da Abapa, associação que representa o setor no estado, atribui os resultados a uma atuação proativa dos empresários. “Sempre que nos deparamos com um gargalo, buscamos uma solução”, explica. É o que a turma faz, por exemplo, em relação aos 1,7 mil quilômetros de estradas vicinais da região Oeste, com a Patrulha Mecanizada, cujas melhorias beneficiam toda a população local. 

Energia
Hoje o principal desafio para a manutenção do ritmo de crescimento da atividade agrícola no Oeste é o fornecimento de energia, reconhece Bergamaschi. Tanto para produzir, quanto para industrializar. A matriz fotovoltaica tem atendido muita gente, porém sem capacidade para resolver o problema. “Hoje nós temos um volume de energia insuficiente e sem qualidade. Tem muitas interrupções no fornecimento”, explica. Para atender bem o apetite por crescimento da região, a estimativa dos produtores é que seria necessário dobrar a oferta energética. 

Problemão para os pequenos
A grande aposta do mundo político para trazer um alívio na lata de preços dos combustíveis não será suficiente para resolver o problema e ainda vai prejudicar os pequenos produtores de petróleo brasileiros. O alerta é da Abpip, que representa as empresas do setor. Tramita no Senado o PL 1472/21, que propõe a criação do Fundo de Estabilização dos preços de combustíveis e institui o imposto de exportação sobre petróleo bruto. As contas da Abpip são de um impacto para o consumidor final entre 0,75% e 6,3% no preço do diesel. No botijão, o impacto é ainda menor, entre 0,001% e 0,012%. E isso considerando que a arrecadação gerada seria usada integralmente para um ou outro derivado. Por outro lado, diz nota emitida pela entidade, “a consequência mais perversa será o desemprego”. Para cada emprego direto na cadeia do petróleo, são gerados nove indiretos e 42 pelo chamado efeito renda e a média salarial do setor é cinco vezes a média nacional, completa a entidade.  

Mercado de níquel 
A Atlantic Nickel, que opera a Mina Santa Rita em Itagibá, finalizou o primeiro embarque para exportação em 2022. O navio partiu de Ilhéus em direção ao Canadá, transportando 9,1 mil toneladas de concentrado de níquel. A companhia mira o mercado da eletrificação, com destaque para a demanda em franca expansão do níquel como matéria-prima na fabricação de baterias para carros elétricos. 

Na Magalu
A baiana Soul Dila está entre as 18 marcas regionais apoiadas pela Magalu, através da plataforma Nordestesse. Com o “Orgulho de Ser Nordestino” como um dos seus motes, a marca amplia a atuação no mercado de moda e estará com suas peças disponíveis em seu próprio e-commerce e no portfólio da gigante do varejo. A expectativa é de um aumento entre 35% e 40% nas vendas da marca. 

Posse simbólica
As principais entidades do Turismo baiano realizaram ontem no Hotel Fiesta uma cerimônia de posse simbólica. À frente do Conselho Baiano de Turismo, que reúne essas instituições, segue Roberto Duran, como presidente, acompanhado de Conor Sulivan, na vice-presidência e Rogeria Alencar, na secretaria. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas