Aliados de Capitão Alden tentam convencer oposição a aceitar punição mais branda

satélite
30.04.2021, 07:35:00

Aliados de Capitão Alden tentam convencer oposição a aceitar punição mais branda

Aliados do deputado estadual Capitão Alden (PSL) com trânsito livre na bancada de oposição tentam convencer integrantes do bloco a aliviar o cerco contra o parlamentar e aceitar uma punição mais branda para ele no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa. Alden será alvo de processo por quebra de decoro no colegiado, com risco alto de ter o mandato cassado, após acusar os deputado oposicionistas, em live no último domingo, de receberem mesada de R$ 1,6 milhão da prefeitura de Salvador. As declarações levaram à abertura do processo e colocaram Alden em completo isolamento na Casa. Apesar da costura para esfriar os ânimos em relação ao deputado do PSL, o cenário se mantém desfavorável entre os próprios colegas de bancada.

Tarde demais
“Não se trata mais de nos convencer ou não (a livrar Alden da cassação, em troca de pena mais leve). Agora, é com o Conselho de Ética. Garanto que ele terá amplo direito a defesa, sem pré-julgamento”, disse o líder da oposição, Sandro Régis (DEM), vice-presidente do colegiado.

Dublê de tira
A farra das carteiras da Polícia Civil para servidores administrativos contratados via Reda está por trás da exoneração do ex-delegado-geral Bernardino Brito Filho do cargo de superintendente de Prevenção à Violência da Secretaria de Segurança Pública (SSP), publicada ontem. Quando estava à frente da Civil, Brito Filho baixou uma portaria liberando a credencial  para funcionários fora do quadro efetivo da corporação. Com o documento, parte desse grupo passou a agir como se fossem policiais. Sobretudo, membros da equipe que trabalhava diretamente para ele e foram flagrados com armas, colete da Civil e veículo de uso exclusivo da SSP.

Fome e vontade de comer
Em 10 de abril, dois dias após o motorista de Brito Filho ser abordado pela PM com material da Civil durante uma blitz em Cassange, a nova delegada-geral, Heloísa Campos, revogou a portaria do sucessor e extinguiu a credencial da polícia para o pessoal administrativo. O episódio serviu de estopim para que ele fosse exonerado da SSP. Ao mesmo tempo, abriu espaço para que o Palácio de Ondina acomodasse a major Denice Santiago, candidata derrotada do PT à prefeitura de Salvador, no lugar de Brito Filho.

Sonho meu
Em meio aos rumores de que trabalha exclusivamente para viabilizar a candidatura ao Senado na sucessão estadual de 2022, o deputado federal Cacá Leão (PP) garantiu que sua meta prioritária é outra. “Desejo mesmo é disputar a reeleição para a Câmara, com meu pai sentado na cadeira de governador”, afirmou. Trocando em miúdos, prefere que Rui Costa (PT) renuncie ao mandato para entrar na disputa do ano que vem e deixe o comando do governo nas mãos do vice, João Leão (PP).

Hoje, só amanhã
Indagado sobre que destino seguirá caso Rui Costa decida permanecer no cargo até o fim, Cacá deu uma de leão sem pata: “Se isso ocorrer, veremos lá na frente qual direção tomar. Cada dia com sua agonia”, emendou o deputado.

Há pouco mais  de um mês, eram 300 mil mortos. Hoje já são 400 mil. O Brasil inteiro sente a dor de uma tragédia que poderia ter sido evitada com  agilidade na vacinação e  respeito à ciência”ACM Neto, presidente nacional do DEM

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas