Almirante Almir Garnier assume o comando da Marinha do Brasil

brasil
13.04.2021, 09:55:56
Atualizado: 13.04.2021, 10:07:55
(Marcos Corrêa/Presidência da República)

Almirante Almir Garnier assume o comando da Marinha do Brasil

Cerimônia aconteceu na última sexta-feira (9)

O almirante Almir Garnier Santos assumiu nesta sexta-feira (9) o comando da Marinha após a saída do também almirante Ilques Barbosa. Durante a cerimônia o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, destacou o avanço da Marinha em programas estratégicos como o Nuclear (de desenvolvimento e construção de uma planta nuclear de geração de energia elétrica) e o de desenvolvimento de submarinos, o Prosub, além do apoio dos militares em ações de combate à pandemia e no auxílio à vacinação.

Já o novo comandante, bastante emocionado, destacou sua trajetória de 50 anos na Marinha, o apoio da família e os valores da Força. Garnier ressaltou ainda a importância do desenvolvimento da ciência e tecnologia para a Marinha do Brasil e se comprometeu a manter as iniciativas de inovação em andamento.

Durante a cerimônia, realizada no Grupamento de Fuzileiros Navais, em Brasília, o presidente da República Jair Bolsonaro, preferiu não discursar. Além dele e do vice-presidente Hamilton Mourão, também participaram os ministros Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Carlos Alberto Franco França (Relações Exteriores).

Almirante de Esquadra Almir Garnier  entre os amigos Cônsul Marcelo Sacramento e o Diretor da ABI Comendador Nelson José de Carvalho.
Foto: Acervo Pessoal


O Almirante de esquadra (quatro estrelas), Almir Garnier do Santos é carioca, tem 60 anos e era secretário-geral do Ministério da Defesa antes de assumir o comando da Marinha. O novo comandante da Marinha ingressou na Escola Naval em 1978 e concluiu o curso de formação de oficial em 1981 como primeiro colocado no Corpo da Armada.

Também realizou os cursos da carreira militar e ainda concluiu mestrado em pesquisa operacional e análise de sistemas na Naval Postgraduate School (NPS), nos Estados Unidos, e MBA em gestão internacional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Ao longo da carreira, Garnier serviu em embarcações como as fragatas Independência e União e o Navio-Escola Brasil. Também comandou o navio de apoio logístico Almirante Gastão Motta e a Escola de Guerra Naval e o 2º Distrito Naval.

Garnier foi primeiro colocado de turma em todos cursos que fez na carreira, incluindo os Stricto Sensu nos EUA e Brasil. Almir Garnier se considera Baiano por lei, por adoção e de coração.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas