Alô, Roger! A hora de agir é agora

rafael santana
30.10.2019, 05:00:00

Alô, Roger! A hora de agir é agora


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Depois de anos evoluindo, subindo degrau a degrau, da luta para permanecer na Série A à conquista de uma vaga na Sul-Americana, o Bahia de Roger Machado colocou o sarrafo tão no alto que agora sofre com a ira de uma torcida impaciente com o momento de instabilidade da equipe. 

Não é para menos, afinal a sequência de quatro jogos sem vencer em casa, sendo três derrotas, pode custar o sonho da Libertadores, que, convenhamos, é mais sonho do que realidade. Pela distância que ainda existe para clubes como Grêmio, Internacional e Athletico-PR, de orçamento e de qualidade de elenco, a cereja do bolo tricolor não é nada fácil de se conquistar. 

Por que, então, a irritação da torcida chegou a níveis tão altos? Justamente pelo que o Bahia entregou desde a chegada de Roger Machado, uma equipe altamente competitiva, organizada defensivamente e eficiente na hora de contra-atacar. Triunfos com autoridade como aqueles conquistados contra Flamengo, em Salvador, e Grêmio, em Porto Alegre, colocaram a confiança um patamar acima. Ver a chance de entrar no G6 escapar é dolorido e se reflete em vaias após mais uma derrota na Fonte Nova.

De fato, há um problema. Nem mesmo o técnico Roger Machado, ou o presidente Bellintani, varreram para debaixo do tapete. O elenco tricolor, jovem ou desacostumado a brigar por grandes objetivos, sentiu o peso do momento. O grupo que leva as equipes do Campeonato Brasileiro para a Libertadores estava ali, ao alcance das mãos, porém a ansiedade bateu mais forte, a perna pesou e a cabeça criou uma barreira que permitiu que os jogadores sucumbissem a uma série de erros raros se comparado com o desempenho do time no primeiro turno. Para piorar, peças importantes, como Moisés, que se lesionou, e Gilberto, em má fase, abriram um buraco na equipe.

Considerando que jogar a toalha não é opção, já que o tricolor ainda está no bolo e a distância para o Internacional, quinto colocado, é de quatro pontos, a primeira coisa a fazer é recuperar o emocional dos atletas. Fazê-los entender que não tem nada perdido, usando como parâmetro eles próprios, tudo o que já fizeram até esse momento, mas lembrando que nada terá valido a pena se a equipe cambalear entre resultados ruins, principalmente dentro de casa, até o final da competição.

A outra correção precisa ser feita dentro das quatro linhas, por mais que Roger Machado tenha explicado o quanto é difícil promover alterações na equipe a essa altura do campeonato, seja de peças ou no jeito de jogar. O fato é: se não está funcionando, é preciso mudar. Ele tentou algo diferente ao escalar João Pedro na vaga do questionado Alejandro Guerra, atuando no meio-campo, mas não funcionou. Creio que seguirá dando oportunidade a Marco Antônio, tendo em vista que, apesar da dificuldade em ajudar na marcação, ele tem sido a peça desequilibrante no sistema ofensivo. 

Seja qual for a medida que o treinador tricolor julgue necessária para corrigir o rumo do time, é preciso agir rápido, pois o Campeonato Brasileiro entra nas suas dez rodadas finais, para o Bahia, quinta-feira, contra o Santos, na Vila Belmiro.

Rafael Santana é repórter do globoesporte.com.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/duster-2021-veja-tudo-que-mudou-no-suv-da-renault/
Jornalista automotivo testou o modelo e apresenta suas impressões
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/novelas-classicas-chegam-ao-globoplay-e-a-favorita-e-a-primeira/
'Laços de Família', 'Vale Tudo' e 'Tieta' estão entre as próximas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-parte-1-dia-de-tradicao-antecipada-teve-licor-e-forro-em-familia-em-salvador/
Para aliviar tensão da pandemia, muita gente recorreu ao humor e, claro, ao rango típico nessa segunda-feira atípica
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anitta-x-leo-dias-entenda-o-conflito-entre-a-cantora-e-o-jornalista/
Cantora afirmou que era ameaçada e chantageada há alguns anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-dicas-para-se-dar-bem-nas-selecoes-de-emprego-pela-internet/
Especialistas selecionam uma série de orientações importantes para fazer bonito nas entrevistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cheio-de-graca-baianos-criam-memes-com-a-antecipacao-de-feriados/
Confira alguns memes que estão 'bombando' nesse feriadão antecipado por conta da pandemia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/populacao-desrespeita-decretos-e-faz-ate-paredao-em-simoes-filho/
Comércio não-essencial estava aberto na cidade; prefeitura local faz apelo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bolsonaro-come-cachorro-quente-em-brasilia-sob-gritos-de-assassino/