Alunos de Jornalismo homenageiam 40 anos do CORREIO em mostra multimídia

salvador
05.11.2018, 18:48:00
Atualizado: 06.11.2018, 12:19:00

Alunos de Jornalismo homenageiam 40 anos do CORREIO em mostra multimídia

Evento foi produzido por 40 alunos da Unijorge

O professor do curso de Jornalismo do Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), à frente da disciplina de História do Jornalismo, Marcos Uzel, deveria cumprir, como exige a ementa, com três assuntos indispensáveis para que qualquer aluno do curso entenda o nascimento e a consolidação da profissão: o surgimento do ofício no Ocidente, no Brasil e na Bahia. Não só cumpriu, como foi além. Marcos levou seu alunado a conhecer também, na prática, como funciona a dinâmica de uma grande redação local. Isso, claro, sem deixar de lado a parte teórica.

O resultado de um semestre inteiro dedicado à disciplina pôde ser conferido nesta segunda-feira (5) quando os futuros jornalistas apresentaram uma mostra multimídia em homenagem aos 40 anos do jornal CORREIO, que será comemorado no dia 20 de dezembro.

Os 40 matriculados na disciplina foram divididos em cinco grupos e cada um teve cerca de 15 minutos para mostrar o resultado dos produtos. O resultado foi conferido na sala 4012, do prédio I da Unijorge. Foram apresentados um programa de rádio, reportagem modelo Snow Fall, revista eletrônica e um conjunto de reportagens impressas. Outros estudantes irão apresentar, no próximo dia 12, a última parte da mostra que inclui programa de TV, conjunto de reportagens, vídeodocumentário e exposição fotográfica.

O projeto, lembra o professor, foi dividido em duas etapas. A primeira contou com as visitas da editora-chefe do CORREIO Linda Bezerra e do gerente de marketing do jornal Fábio Góis, que, durante uma palestra, mostraram aos aspirantes como funciona a rotina do veículo de comunicação. 

Na segunda etapa, por sua vez, os alunos foram divididos em dois grupos. Eles visitaram a redação do CORREIO e tiveram uma verdadeira aula prática com Linda Bezerra.

“A essa altura eles já tinham estruturado as formatações dos trabalhos e temas. Era um trabalho para documentar a memória do CORREIO. Disso, nasceu uma diversidade de formatos”, explica o professor. 

O que foi exposto, segundo Marcos, é resultado de um processo conjunto entre os estudos em sala de aula, que abordou a história do jornalismo no Ocidente, no Brasil e na Bahia, somado ao acompanhamento da vivência de uma redação de jornal

Durante as visitas aos bastidores do veículo, os estudantes aproveitaram para conhecer como funciona o processo de apuração que, em um momento seguinte, daria vida aos trabalhos.

Linda Bezerra é editora-chefe do CORREIO (Foto: Marina Silva)

Para Linda Bezerra, o projeto permitiu que os futuros jornalistas mergulhassem na profissão que escolheram, tendo  a chance de conhecer de perto a rotina de um grande jornal de circulação. Muitos deles, lembra, não têm a oportunidade de conhecer a rotina de um profissional enquanto ainda estão na vida acadêmica.

“Conhecer a prática serve para se apaixonar ou se desapaixonar de vez pela profissão. Um mergulho importante para compreender como o jornalismo funciona e como você tem que se preparar para ele”, ressalta Linda Bezerra.   

A editora-chefe enaltece ainda que é importante ter noção do dia a dia dos profissionais porque o jornalismo está cada vez mais dinâmico, principalmente com a inserção do mundo digital, uma das apostas do CORREIO, através do site www.correio24horas.com.br. "Em todas as conversas que eu tive com eles, ressaltei a importância de se instrumentalizar profissionalmente, entendendo que a nossa profissão se ampliou, o que é muito bom porque você passa a ter muitas maneiras de contar uma história", conclui.

Os alunos que tiveram o melhor desempenho em prova aplicada pelo professor durante o semestre vão poder passar um dia ao lado de repórteres do jornal acompanhando o trabalho jornalístico dos profissionais do CORREIO. 

Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge (Marina Silva/CORREIO)
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge (Marina Silva/CORREIO)
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge (Marina Silva/CORREIO)
Professor Marcos Uzel
Professor Marcos Uzel (Marina Silva/CORREIO)
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge (Marina Silva/CORREIO)
Professor Marcos Uzel
Professor Marcos Uzel (Marina Silva/CORREIO)
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge (Marina Silva/CORREIO)
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge (Marina Silva/CORREIO)
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge
Alunos do curso de Jornalismo da Unijorge (Marina Silva/CORREIO)

Conheça todos os trabalhos

  • Programa de rádio / O processo diário da produção de um jornal (Larissa Nunes, Murilo Almeida, Pedro Chrysostomo, Stefani Silva e Victoria Leal)

Em quatro minutos de áudio, os alunos descreveram a rotina do jornal, desde o início do processo de apuração, que começa às 5h, com a chegada do primeiro repórter à redação, até o fechamento do jornal, encaminhado para gráfica ao final do dia, depois de um longo processo de escolha dos temas mais relevantes. Também foi abordado a integração do veículo com o meio digital.

"Quando a gente viu como é o dia a dia, como funciona a elaboração do jornal físico e do digital, descobrimos que, na verdade, há uma interação entre eles. Um auxilia o outro. Eu tinha a ideia que uma equipe diferente cuidava do impresso e outra do online. Ver como é feito, conversar com quem faz, foi uma experiência única", descreve Murilo Lima, 22 anos, estudante do 3º semestre do curso e responsável por dar voz ao programa.

  • Reportagem Modelo Snow Fall / O CORREIO na cobertura policial do caso Geovane (Alessandra Barreto, Flávia Alessandra, Jenifer Francine, Marcelo Noia e Rodrigo Leal)

A narrativa multimídia contou como o "Caso Geovane" chegou ao conhecimento do repórter investigativo do CORREIO, Bruno Wendel, e como ele ajudou a trazer à tona a violência policial nas ruas de Salvador. Geovane foi visto pela última vez com vida numa abordagem da Rondas Especiais (Rondesp) no dia 2 de agosto de 2014. Ele foi sequestrado, morto e esquartejado por PMs. O caso narrado por Bruno ajudou a afastar 7 dos 11 envolvidos na morte do jovem. O jornal também foi finalista no prémio Esso de jornalismo e foi vencedor do Prêmio OAB de Jornalismo Barbosa Lima Sobrinho. O material completo pode ser visto no Medium. 

"Descobrimos que o jornalismo investigativo é muito mais perigoso do que aparenta ser. Conhecemos o dia a dia do jornalista investigativo que vai às ruas e confronta, não só a Polícia Militar, mas o tráfico, dando sua cara a tapa para conseguir uma boa pauta, trazendo a verdade sobre os fatos", comenta a estudante do 5° semestre, Alessandra Andrade, 20.

  • Revista Eletrônica/ A parceria entre CORREIO e Unijorge (Laís Cruz, Mariany Dantas e Samine Paixão)

A revista Tríade Magazine trouxe aos leitores a história da parceria entre CORREIO e Unijorge. As estudantes que pensaram no projeto entrevistaram a estagiária do CORREIO, Fernanda Lima, e revelaram um pouco da rotina que envolve fazer parte de um grande veículo e, ao mesmo tempo, se dedicar à vida acadêmica. "A ideia surgiu no momento em que surgem as dúvidas. Nada melhor do que conseguir entrevistar alguém que está lá e que passa pelas mesmas aflições que nós passamos", diz Mariany Dantas, 19, aluna do 4° semestre. 


  • Conjunto de reportagens impressas / Personalidades Femininas nos 40 anos do CORREIO (Daniela Busma, Lyna Barreto, Larissa Trinchão e Maria Luiza França)

Seis personalidades femininas foram escolhidas para ter suas histórias contadas por cinco estudantes: a cantora Ivete Sangalo, a jogadora Formiga, a líder religiosa Mãe Stella de Oxóssi, a cozinheira Dadá, a Major Denice Santiago e a editora-chefe Linda Bezerra. "Decidimos trabalhar este tema em um momento em que as mulheres mostram que vieram para ficar no mercado de trabalho. Nada melhor do que contar a história de cinco pessoas apaixonadas pelo que fazem e pelo fato de ser mulheres", relata a estudante do 4° semestre Larissa Trinchão, 20.

*Sob a supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/temer-ressalta-forca-e-estabilidade-das-instituicoes-em-pronunciamento/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sessao-do-tj-ba-e-suspensa-apos-confusao-e-retirada-de-advogado/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/confira-o-clipe-da-cantora-argentina-lali-em-parceria-com-pabllo-vittar/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/voce-sabia-que-o-ford-mais-vendido-na-america-do-sul-e-feito-na-bahia/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mostra-multimidia-homenageia-os-40-anos-do-correio/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/igreja-transmite-momento-em-que-pastor-e-baleado-em-culto-veja/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/camera-de-shopping-flagrou-conversa-de-empresario-que-matou-jogador-e-testemunhas/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/prepare-a-maratona-cinco-series-da-netflix-para-ver-apos-o-enem/