Aos 76 anos, morre Rodolfo Fischer, atacante argentino ex-Vitória

e.c. vitória
16.10.2020, 15:30:00
No Brasil, Fischer fez história com as camisas do Vitória e do Botafogo (Fotos: Reprodução/site oficial do Vitória e Reprodução/Twitter do Botafogo)

Aos 76 anos, morre Rodolfo Fischer, atacante argentino ex-Vitória

Jogador teve passagem marcante pelo Leão em 1976 e era ídolo do Botafogo e do San Lorenzo

Morreu nesta sexta-feira (16), aos 76 anos, o ex-atacante argentino Rodolfo Fischer. 'El Lobo', como era apelidado, teve uma passagem marcante pelo Vitória nos anos 1970, além de ter sido ídolo do Botafogo e do San Lorenzo. Ele lutava contra um câncer e não resistiu.

Fischer chegou ao Leão em 1976 e formou com um dos principais ataques rubro-negros. Ficou só um ano, mas foi o suficiente para anotar 31 gols em 41 jogos disputados, segundo números do clube. Na época, ele jogava ao lado de outro argentino, o goleiro Andrada.

Nascido no dia 2 de abril de 1944 em Oberá, na Argentina, o ex-jogador começou a carreira no San Lorenzo. Por lá, teve duas passagens: 1965 a 1972 e 1977 a 1978. Entre elas, além de atuar pelo Vitória, também ficou no Botafogo por cinco temporadas, entre 1972 a 1976. Foi o estrangeiro que mais vestiu a camisa do Botafogo, com 180 partidas.

No San Lorenzo, Fischer participou da campanha histórica que rendeu ao time o título argentino, pelo Campeonato Metropolitano, em 1968, conquistado de forma invicta. Ele foi o artilheiro da equipe, que ficou conhecida como Los Matadores, além de ter marcado gol da final, contra os Estudiantes de La Plata.

O ex-atacante também passou pelo Once Caldas, da Colômbia, e pelos argentinos Sarmiento de Junín e Belgrano. Defendeu ainda a seleção do seu país, marcando 12 gols em 35 jogos, entre 1965 e 1972.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas