Após agressão a jornalista, Globo demite seguranças

variedades
03.11.2011, 07:15:00
Atualizado: 03.11.2011, 08:43:53

Após agressão a jornalista, Globo demite seguranças

Monalisa estava falando sobre o último boletim médico do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quando os dois surgiram correndo e empurrando a repórter

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Redação CORREIO

A Globo demitiu os dois seguranças que acompanhavam a jornalista Monalisa Perrone na segunda-feira (31), quando a repórter foi agredida ao vivo na porta do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Os dois funcionários terceirizados prestavam serviço à empresa Graber.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, os profissionais foram contratados para proteger o equipamento da emissora e não a equipe de jornalismo. Ainda de acordo com a publicação, após o incidente, a Globo decidiu reformular todo o seu departamento de segurança.

Monalisa Perrone abriu um boletim de ocorrência por lesão corporal após ser agredida por uma dos manifestantes.


###YOUTUBE###

###YOUTUBE###

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas