Após ano ruim, lateral Leandro Silva cogita deixar o Vitória

e.c. vitória
11.02.2021, 04:59:00
Atualizado: 11.02.2021, 13:46:30
Leandro Silva não conseguiu se firmar no time do Vitória em 2020 (Letícia Martins/EC Vitória)

Após ano ruim, lateral Leandro Silva cogita deixar o Vitória

Jogador só se reapresentará na Toca do Leão hoje

Leandro Silva só se reapresentará na Toca do Leão nesta quinta-feira (11), três dias após a data determinada pelo Vitória, que iniciou a pré-temporada 2021 na segunda. O atraso tem “motivo”. Ciente de que não rendeu em campo o que deveria e insatisfeito com o pouco espaço que tem no elenco rubro-negro, o lateral direito cogita deixar o clube mesmo tendo contrato até o final do ano.

“Fiquei esses dias justamente para resolver minha situação, mas me apresento amanhã (hoje) aí em Salvador”, afirmou o jogador em entrevista ao CORREIO. Leandro Silva estava em Florianópolis, Santa Catarina, onde tem residência.

“Eu estando aí é mais fácil de se resolver do que eu longe, então estou indo aí para resolver. Lógico que estava resolvendo por aqui, mas não é assim. Como tenho contrato, preciso me apresentar primeiro no clube, conversar com a diretoria, então estou indo para isso mesmo, para ver qual é a real situação que vai ficar”, afirmou o lateral, que não revelou com qual clube estaria negociando transferência. 

“Eu preciso resolver a minha situação com o Vitória. Lógico que tem algumas coisas bem encaminhadas aqui no Brasil mesmo, mas eu tenho contrato com o clube, então tenho que me apresentar para poder resolver”, reforçou o atleta de 32 anos, que estava no América-MG antes de defender o Leão.

Contratado em agosto do ano passado, Leandro Silva teria a missão de acabar com a instabilidade da lateral direita do Vitória, posição pela qual já tinham passado outros quatro jogadores na temporada. Van, Jonathan Bocão, Léo e Wellisson não tinham conseguido se transformar em sumidade. 
Apesar da brecha, Leandro Silva também não conseguiu se firmar no time. Ele fez 10 jogos com a camisa do Vitória na Série B do Campeonato Brasileiro, oito deles como titular. Em outras seis oportunidades, ficou no banco e não foi utilizado. A estreia foi em 11 de setembro, na derrota por 1x0 contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte
 
“Foi um ano muito ruim para mim. Eu quase não joguei, vim de lesão, então preciso resolver para ver se permaneço ainda no clube ou quem sabe até saio”, afirmou o jogador. No elenco atual, o técnico Rodrigo Chagas conta com Van além dele. Léo e Bocão deixaram o clube após o fim dos contratos e Wellisson não está nos planos iniciais para a temporada 2021.

Leandro Silva admite que não ter tido sequência como titular é o que mais o motiva a querer deixar a Toca. “Seria isso de não ter uma sequência. Lógico que hoje em dia o futebol é muito número. Por ter machucado, assim que eu cheguei eu tive uma lesão no púbis, então não joguei. Estou bem, zerado, sem lesão nenhuma. A gente sabe que futebol é muito dinâmico, então posso chegar aí no clube, começar a treinar e ter outro cenário. Eu preciso chegar aí e resolver essa situação”, vislumbrou.

Procurado pela reportagem, o presidente do Vitória, Paulo Carneiro, não quis se alongar sobre o assunto. “Eu não comento essas coisas, deixo elas acontecerem. Ele pertence ao clube, tem contrato com o clube e, como qualquer jogador, está aberto a qualquer negociação, não tem nenhuma diferença. Ele atrasou a apresentação dele, mas nada de especial não”, finalizou o dirigente.

Rafael Carioca
Outro que vive situação similar com Leandro Silva é o também lateral, só que esquerdo, Rafael Carioca. Ele não se apresentou nem deu justificativa. Já o volante Fernando Neto, ausente segunda e terça, compareceu ontem na Toca do Leão e iniciou as atividades.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas