Após decisão judicial contra greve, prefeitura pede que pais levem filhos às escolas

salvador
29.05.2022, 15:54:55
(Jefferson Peixoto/Secom )

Após decisão judicial contra greve, prefeitura pede que pais levem filhos às escolas

Atividades escolares foram interrompidas há 11 dias, quando a categoria iniciou o movimento por tempo indeterminado

A prefeitura de Salvador comunicou que todas as escolas municipais vão funcionar nesta segunda-feira (30), e orientou que os pais levem seus filhos para as respectivas unidades de ensino. A orientação acontece após uma decisão do Tribunal de Justiça da Bahia, que determinou a suspensão da greve dos professores e o retorno imediato dos docentes à sala de aula. A categoria está há 11 dias em greve e a continuidade do movimento havia sido aprovada em nova assembleia, ocorrida na última sexta-feira (27).

A sentença diz que a greve tem claros indícios de ilegalidade e abusividade e ainda proíbe que a APLB Sindicato faça bloqueios para impedir o  acesso de servidores às repartições públicas e escolas. A multa em caso de descumprimento é de R$ 20 mil por dia. 

A gestão municipal ressalta que irá garantir o funcionamento das unidades de ensino. Informa também que os professores que forem para as salas de aula não terão corte em suas folhas de ponto. 

Sentença
De acordo com a decisão, "observa-se que a greve deflagrada pelo Demandado possui claros indícios de ilegalidade e abusividade, especialmente porque ocasiona enormes prejuízos para os administrados, que se veem privados dos serviços educacionais, além de sofrerem com a falta de alimentação de alunos, através do fornecimento de merenda escolar, dentre outras dificuldades enfrentadas pelos discentes e seus familiares, em virtude do não cumprimento do calendário letivo". 


A sentença diz ainda que "o perigo de lesão para a municipalidade mostra-se latente, especialmente para os alunos da rede pública de ensino, a ensejar, portanto, a imprescindibilidade da concessão da tutela de urgência, a fim de obstar a suspensão das atividades escolares, enquanto não se mostrar inequívoco o preenchimento dos requisitos de validade do movimento paredista", informa outro trecho.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas