Após derrota no clássico, CT do Bahia amanhece com pichações

e.c. bahia
09.02.2020, 16:33:00
Atualizado: 09.02.2020, 17:04:20
Letreiro na entrada do CT do Bahia foi pichado (Foto: Reprodução)

Após derrota no clássico, CT do Bahia amanhece com pichações

"Fora Cerri" e "time sem vergonha" foram algumas das inscrições

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O pós-jogo da derrota para o Vitória por 2x0 no primeiro Ba-Vi do ano, pela Copa do Nordeste, está cheio de capítulos tristes envolvendo a torcida do Bahia.

Um caso foi o apedrejamento do ônibus que transportava o elenco do Vitória, na saída do estádio. Segundo o CORREIO apurou junto ao clube, um grupo de torcedores também chutou e bateu no ônibus, embora nada tenha sido quebrado. A ação foi contida pela Polícia Militar e ninguém ficou ferido.

Já o centro de treinamentos do Bahia, a Cidade Tricolor, amanheceu com a entrada pichada. "Fora Cerri", "CT de 1ª, jogador de 3ª", "time sem vergonha" e "time sem garra" foram alguns dos dizeres registrados na placa que fica logo em frente ao CT Evaristo de Macedo, em Dias d'Ávila.

Além disso, a pista de acesso à Cidade Tricolor também foi pichada com a palavra "pipoqueiros". Procurado pelo CORREIO, o Bahia afirmou que não vai se pronunciar sobre o caso. Veja fotos na galeria abaixo.

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

No sábado (8), durante o clássico na Fonte Nova, foi registrada a invasão de campo por um torcedor tricolor - dono da única torcida presente no estádio. O caso foi registrado em súmula. O árbitro Gilberto Rodrigues Castro Junior ainda relatou que a torcida do Bahia arremessou um copo e uma sandália contra o time do Vitória enquanto os rubro-negros deixavam o gramado.

Por conta desses casos ocorridos no estádio, o Bahia corre risco de receber multa que vai de R$ 100 a R$ 100 mil e ainda perder o mando de campo por até dez jogos caso seja enquadrado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Torcedor invadiu o campo no final do primeiro tempo (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas