Após maratona de jogos, Bahia ganha folga e pode ter reforços contra o Azuriz

e.c. bahia
05.05.2022, 05:00:00
Com folga nos jogos, Guto vai ter tempo para ajustar o tricolor (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Após maratona de jogos, Bahia ganha folga e pode ter reforços contra o Azuriz

Tricolor tem semana inteira para trabalhar antes de decisão na Copa do Brasil

Depois de uma maratona de jogos, o Bahia, enfim, ganhou um período de descanso. Após o golear o Londrina por 4x0, no dia 3, e retomar a liderança da Série B, o time terá uma semana livre e só voltará a campo na próxima terça, dia 10, quando enfrenta o Azuriz, em Pato Branco (PR), no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. 

O período sem jogos vai ser importante para o técnico Guto Ferreira colocar a casa em ordem. O Bahia disputou seis partidas em 18 dias, média de uma a cada três dias.

Guto vai ter tempo para treinar o time, recuperar atletas e pode até ganhar opções para o duelo contra o Azuriz. O meia Warley, por exemplo, já treina normalmente e depende só do treinador para ser relacionado. Contratado há três semanas, Warley sofreu uma lesão logo após chegar e não estreou.

Outro que pode ficar em condições de jogo é Lucas Mugni. O meia argentino tem sofrido com problemas físicos nesta temporada e a última vez que jogou foi na vitória sobre o Sergipe, em março, pela Copa do Nordeste. Depois disso ele se machucou e está em recuperação. 

Quem já está vetado é o atacante Rodallega. O colombiano ainda se recupera de estiramento muscular.

“Vamos esperar, mas ele não tem condição de voltar. Para esse jogo, não. Não começou a transição, espero que essa semana evolua bem”, disse Guto Ferreira.

Com uma fratura na mão direita, o atacante Raí completa a lista dos machucados. Vale lembrar que o zagueiro Didi, o volante Emerson Santos e o atacante Rildo já atuaram na Copa do Brasil por outras equipes e não podem defender o Esquadrão.

Além de recuperar jogadores, Guto vai usar o período para fazer ajustes na equipe. Apesar do bom início na Série B, com 13 pontos em seis rodadas, o treinador reconhece que o time precisa evoluir e entende que alguns jogadores recém-chegados ainda estão se adaptando ao clube.

Como o elenco ganhou folga ontem, serão quatro treinos de preparação para o confronto, um deles já em Chapecó-SC, para onde a delegação embarca domingo. De lá segue de ônibus até Pato Branco-PR na segunda-feira.

“Vamos ter dois jogos difíceis. Vamos pensar primeiro no Azuriz, depois vamos ter mais tempo para pensar no Vasco. Um jogo terça e outro domingo”, disse Guto, citando o próximo adversário pela Série B, no dia 15.

Pela Copa do Brasil, como houve empate de 0x0 na Fonte Nova, o Bahia tem que vencer para avançar às oitavas de final. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas