Após vitória, Cris Cyborg avisa: 'Vai ser difícil tirar esse cinturão de mim'

MMA
30.07.2017, 17:01:00
Atualizado: 30.07.2017, 17:02:24

Após vitória, Cris Cyborg avisa: 'Vai ser difícil tirar esse cinturão de mim'

Brasileira vence Tonya Evinger e fica com o cinturão do peso-pena feminino

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O UFC tem uma nova campeã e ela é brasileira. Na noite de sábado (29), Cris Cyborg venceu Tonya Evinger por nocaute técnico no terceiro round e conquistou o cinturão do peso-pena feminino. A luta foi válida pelo UFC 2014. 

E foi uma vitória esmagadora. Muito mais técnica e com os golpes mais potentes, Cyborg teve o controle do duelo a todo momento na trocação, tendo sido colocada no chão apenas uma vez e por poucos segundos por Evinger.

A lutadora americana, contudo, foi dura na queda e resistiu ao castigo da brasileira por um bom tempo, sucumbindo apenas após uma sequência de joelhadas no clinch.

Cyborg chega a 19ª luta de invencibilidade na carreira e se torna a primeira lutadora a conquistar os títulos do UFC, Strikeforce e Invicta FC, colocando mais um forte argumento em seu currículo para ser considerada a maior lutadora de todos os tempos. “Ser campeã do UFC é algo que me deixa muito feliz, porque treinei muito para isso. Agora vai ser difícil tirar esse cinturão de mim”, disse Cris Cyborg. 

Cris Cyborg é a nova campeã do peso-pena feminino do UFC (Foto: Sean M. Haffey/ AFP)


O UFC 214 ainda teve outro brasileiro em ação. E ele não foi bem. O americano Tyron Woodley superou Demian Maia por decisão unânime dos juízes (50-45, 49-46 e 49-46) e se manteve como campeão do peso meio-médio. 

Luta principal

Na principal luta, os americanos Daniel Cormier e Jon Jones se enfrentaram pelo título dos meio-pesados. O combate foi franco e aberto, sendo definido apenas no terceiro round por um chute de Jon Jones, que levou ao nocaute de Cormier e retomou o cinturão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas