Arrependida, Xuxa pede perdão após sugerir usar presos como cobaias: 'julguei, maltratei'

em alta
27.03.2021, 10:52:00
(Divulgação)

Arrependida, Xuxa pede perdão após sugerir usar presos como cobaias: 'julguei, maltratei'

Polêmica aconteceu durante live

Horas após polemizar ao dizer que presos deveriam ser usados como cobaias em testagens de medicamentos e vacinas, Xuxa Meneghel pediu perdão pelas declarações. 

A frase polêmica foi dita em uma live da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e o pedido de desculpas foi feito na própria rede social da apresentadora. 

“Não usei as palavras certas. Quis falar sobre muitos assuntos e não fugir dos maus tratos a animais, pessoas que fazem muitas coisas maltratando vidas, e também fiz a mesma coisa, julguei, maltratei, usei palavras que não deveriam ter sido usadas. Estou aqui pedindo desculpas a todos vocês”, disse a apresentadora em um vídeo de pouco mais de dois minutos.

Conhecida por defender os direitos dos animais, Xuxa, que também é vegana, participou da live para falar sobre testes de cosméticos feitos em animais. Durante a discussão, ela sugeriu que os experimentos deixassem de ser feitos em animais e fossem feitos em humanos. A sugestão foi usar presidiários que viverão “50 a 60 anos na cadeia”.

“Na minha opinião, eu acho que existem muitas pessoas que fizeram muitas coisas erradas que estão aí pagando seus erros em ad eternum, para sempre em prisão, que poderiam ajudar nesses casos aí, de pessoas para experimentos", disse a apresentadora na live da Alerj.

Ela ainda reconheceu que sua opinião era polêmica e “poderia parecer desumana”. "Acho que pelo menos eles serviriam para alguma coisa antes de morrer, entendeu?", afirmou. "Para ajudar a salvar vidas, com remédios, tudo."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas