Ataques da torcida de Arthur contra Jessilane escalam para racismo: ‘Já passa a ser crime’

em alta
01.05.2022, 12:09:23
(Reprodução/Instagram )

Ataques da torcida de Arthur contra Jessilane escalam para racismo: ‘Já passa a ser crime’

Equipe jurídica da ex-sister já foi acionada

Após criticar a vitória de Arthur Aguiar na edição especial “Dia 101” no BBB22, a ex-sister Jessilane passou a sofrer uma série de ataques em suas redes sociais por parte da torcida do campeão. Os comentários, além de descredibilizar a passagem da professora pela casa, tem escalado para discursos de ódio e comentários racistas. Jessilane utilizou os stories para se posicionar. 

“Estou tranquila com aquilo que eu falei porque eu não ofendi ninguém. A única coisa que eu fiz foi expressar a minha opinião. Mas eu recebi mensagem dos meus ‘adms’ dizendo que, além dos comentários ofensivos, eu estou recebendo ataques racistas e discurso de ódio. Nosso jurídico está sendo acionado porque aí já passa a ser crime”, antecipou Jessilane. 

A professora já havia pedido aos próprios seguidores que não entrassem em discussão ou responde às mensagens de ataque. Há três dias no ar, a postagem publicada no feed de já ultrapassa os 98 mil comentários. 

“Entrar pela última vez na casa em que passei 91 dias é uma explosão de sentimentos. Entrei com o coração apertado, olhos cheios de lágrima, mas principalmente muita gratidão por ter vivido intensamente esses dias”, escreve a ex-sister. 

Na edição “Dia 101”, que foi ao ar na quinta-feira, Jessilane foi taxativa ao afirmar que Arthur não merecia o prêmio. 

"Acho que o Arthur. Não só pelo contexto do jogo, tudo favoreceu o Arthur, mas tudo que a gente viu lá de fora”, iniciou.  Acrescentou que que "algumas pessoas jogaram muito mais" e criticou a torcida do brother. "Como a torcida dele é muito forte, eliminou outras pessoas que eram muito fortes aqui, como a Lina, o Scooby, eu..." lista.


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas