Audiovisual para mulheres, pessoas trans e não binárias

quantA
05.02.2021, 05:00:00

Audiovisual para mulheres, pessoas trans e não binárias


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Flávia Santana, Gabriela Rocha e Joana Giron são a Giro Planejamento Cultural (Taylla de Paula/divulgação)

Mostra Elas – Ações Formativas abre inscrições para mulheres, pessoas trans e não-binárias interessadas em formação na área de cinema e audiovisual. São 13 oficinas de produção, roteiro, fotografia, figurino, direção de arte, som, montagem e direção além de um serviço de consultoria para roteiros de curtas e longas-metragens, compondo um ciclo de capacitação e fomento à participação de mulheres e pessoas trans no mercado do audiovisual.

Todas as turmas são online, gratuitas e ministradas por mulheres de reconhecida atuação no setor cinematográfico baiano. Para concorrer às vagas, precisa preencher o formulário disponível no site  www.giroplanejamentocultural.com.br/mostraelas, onde as informações de datas, horários e minutas dos cursos - assim como os currículos das professoras - também podem ser encontradas. 

A Mostra é uma criação da Giro Planejamento Cultural, empresa soteropolitana gerida por um trio de produtoras culturais: Flávia Santana, Gabriela Rocha e Joana Giron. Além das oficinas, as produtoras também promovem, até o mês de abril, cinco lives de debates sobre a atuação feminina no cinema e um mapeamento digital de mulheres profissionais do audiovisual baiano. 

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Serviço - O que Mostra Elas – Ações Formativas | Informações e  inscrições:  www.giroplanejamentocultural.com.br/
mostraelas | Gratuito

A Denda Coletiva: Stéfane Souto, Nathália Procópio, Tainana Andrade, Ana Carolina Rosário, Camila Brito (Karol Azevedo/divulgação)

A construção de memórias protagonizadas por artistas negras

Propor a construção de novas memórias que coloquem a pessoa negra como protagonista de sua história a partir da produção artística e cultural. Essa é a ideia do projeto Acervo Imediato, idealizado pela Denda Coletiva, um grupo de cinco mulheres negras (Ana Carolina Rosário, Camila Brito, Nathália Procópio, Stéfane Souto e Tainana Andrade), produtoras culturais que atuam nas áreas de criação, produção e gestão de cultura em Salvador.

O primeiro ato do projeto será a mesa Memórias do Presente, Imaginários de Futuro, composta pelo músico, poeta e filósofo Tiganá Santana e pela pesquisadora e idealizadora do podcast Afrofuturo, Morena Mariah. O debate vai refletir a importância das imagens na criação do presente e do futuro, a partir da percepção do tempo e da memória nas cosmovisões africanas e afrodiaspóricas, além de se tornar ponto de partida para o processo criativo das artistas, que se iniciará ali.

O público poderá interagir e contribuir com o trabalho das artistas, compartilhando suas histórias, vivências e experiências imagéticas através das redes sociais @dendacoletiva com a #acervoimediato. O resultado das narrativas visuais criadas durante o projeto será apresentado em uma Mostra Artística Virtual, no mês de abril.

O projeto é contemplado pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, com recursos oriundos da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.

Serviço - Acervo Imediato/mesa de abertura: Memórias do Presente, Imaginários de Futuro | 11 de fevereiro (quinta), às 20h | Onde:  http://bit.ly/dendacoletiva | Gratuito  (evento com tradução em libras)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas