Austrália: polícia desmantela plano terrorista para derrubar avião

mundo
30.07.2017, 07:53:00
Atualizado: 30.07.2017, 08:52:56

Austrália: polícia desmantela plano terrorista para derrubar avião

Plano foi a 13ª ameaça significativa interrompida pela polícia desde que o nível de ameaça terrorista da Austrália foi elevado em 2014

A polícia interrompeu um plano terrorista para derrubar um avião e prendeu quatro homens no sábado (29) em incursões em casas em vários subúrbios de Sydney, disse o primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, neste domingo (30). O primeiro-ministro disse que a segurança foi reforçada no aeroporto de Sydney desde quinta-feira devido ao plano.

O aumento das medidas de segurança foi estendido a todos os principais terminais internacionais e domésticos na Austrália durante a noite. “Posso informar que na noite passada houve uma importante operação conjunta antiterrorismo para interromper uma trama terrorista para derrubar um avião”, disse Turnbull a repórteres. “A operação continua.”

O Comissário da Polícia Federal da Austrália, Andrew Colvin, não revelou muitos detalhes sobre o plano de ataque, a localização e o horário. “Nos últimos dias, a polícia descobriu informações que sugeriram que algumas pessoas em Sydney planejavam cometer um ataque terrorista usando um dispositivo improvisado”, disse Colvin. “Estamos investigando informações indicando que a indústria da aviação era potencialmente um alvo desse ataque”, acrescentou.

Turnbull recomendou aos viajantes que cheguem aos aeroportos australianos mais cedo do que o habitual - duas horas antes da partida - para permitir a triagem de segurança extra e que reduzam a bagagem de mão. O ministro da Justiça do país, Michael Keenan, disse que o plano foi a 13ª ameaça significativa interrompida pela polícia desde que o nível de ameaça terrorista da Austrália foi elevado em 2014.

Cinco planos foram executados. “A principal ameaça para a Austrália continua sendo de atores solitários, mas os eventos desta noite nos lembram que a habilidade de pessoas planejarem planos e ataques sofisticados ainda representa uma ameaça real”, disse Keenan. “À luz dessas informações, é muito importante que todos na Austrália permaneçam vigilantes.”

A operação foi realizada pela Polícia Federal Australiana, pela polícia do Estado de New South Wales e pela Organização Australiana de Inteligência de Segurança, a principal agência de espionagem doméstica do país. A investigação pode continuar por alguns dias, segundo Colvin.

A rede de televisão Seven Network informou que 40 oficiais de esquadrões especiais usando máscaras antigás invadiram uma casa em Sydney e uma equipe de explosivos encontrou um dispositivo suspeito. Nenhum dos quatro suspeitos presos nas cinco incursões foi acusado até o momento, disse a polícia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas