Autor de um dos gols, Vinícius avisa: 'pode me cobrar sempre'

e.c. bahia
24.01.2018, 23:07:00
Atualizado: 25.01.2018, 10:02:06
Vinicius foi o autor do primeiro gol do Bahia no ano (Felipe Oliveira / EC Bahia)

Autor de um dos gols, Vinícius avisa: 'pode me cobrar sempre'

Meia tricolor falou sobre a pressão e cobrança da torcida

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Ao final do jogo, pôde-se ouvir o som das vaias da arquibancada. O torcedor do Bahia mostrou que, apesar do primeiro resultado positivo da equipe em 2018, não ficou satisfeito com que o time apresentou, e com razão. 

O Bahia jogou mal e sofreu para vencer o Jacuipense pelo placar de 2x1, na Fonte Nova, nesta quarta-feira (24). Autor do primeiro gol do time no ano, o meia Vinícius preferiu valorizar o resultado, independentemente da atuação. “Torcedor quer espetáculo, show. Mas acho que diante da dificuldade dos jogos, futebol é resultado positivo. A gente tem que comemorar esse triunfo. É difícil, as equipes estão mais preparadas fisicamente. É isso. Sábado já tem jogo. É descansar”, comentou. 

Alvo de críticas de parte da torcida, principalmente no ano passado, Vinícius se mostrou consciente da pressão que é jogar no tricolor e não fugiu da cobrança. “Cara, eu tenho a consciência que sou muito cobrado aqui no Bahia (...) Torcedor pode me cobrar sempre, eu vivo disso. Senão, estaria no escritório, no ar condicionado. Jogar pelo Bahia sempre é essa pressão, é time grande, bicampeão brasileiro”, respondeu. 

Artilheiro do Bahia na temporada passada com 15 gols, Edigar Junio passou em branco mais uma vez, mas destacou a evolução da equipe. “Vamos agora em uma crescente. Tiramos essa coisa ruim que estava, de não vencer. Graças a Deus demos um passo e vamos continuar assim”, confia.

O zagueiro Lucas Fonseca, titular mais uma vez ao lado de Tiago, ressaltou a melhora física dos atletas. “Time vai evoluindo fisicamente, consegue colocar mais a bola no chão. Temos que trabalhar firme, pois o campeonato é curto. Primordial fazer boa campanha para, lá na frente, ter tranquilidade”, afirmou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas