Bahia avança em protocolo e foca em preparação na parte tática

e.c. bahia
03.07.2020, 05:00:00
Juninho Capixaba e Marco Antônio disputam a bola no treino (Felipe Oliveira/ EC Bahia)

Bahia avança em protocolo e foca em preparação na parte tática

Tricolor iniciou nos últimos dias os trabalhos com maior aproximação

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O elenco do Bahia precisou esperar quase duas semanas e meia, mas enfim os jogadores estão podendo fazer os treinos táticos mais elaborados e que exigem menor nível de distanciamento no retorno das atividades presenciais durante a pandemia do novo coronavírus.

Nos últimos dias, o tricolor avançou no protocolo de saúde e iniciou uma nova fase de atividades na Cidade Tricolor. Por conta da covid-19, no início da retomada estavam liberados só treinos físicos em espaços abertos, com o distanciamento entre jogadores e outros profissionais. 

Depois de um período focado na parte física, os jogadores passaram a fazer treinos específicos por setores, divididos em pequenos grupos. Agora, a atenção começa a ficar mais forte também nos quesitos táticos.

Na quinta-feira (2), por exemplo, os atletas foram para o campo do CT Evaristo de Macedo e fizeram um trabalho de ataque contra defesa. A atividade contou com a participação dos goleiros, que inicialmente estavam treinando separado dos jogadores de linha.

Ainda no trabalho, os atletas realizaram mais uma atividade. Em campo reduzido, as orientações da comissão técnica tiveram foco na posse de bola e finalizações, com simulações de situações de jogo. A tendência é que nos próximos dias comecem a ser realizados também os treinos usando duas equipes.  

Essa nova fase de treinos faz parte do protocolo que o próprio Bahia montou. A cartilha inclui os treinos físicos, a modalidade em pequenos grupos separados, e o “retorno à normalidade”, iniciada agora.

A aproximação entre os jogadores só é possível porque o Bahia tem seguido à risca as orientações das autoridades sanitárias. Além das regras de higienização e a não utilização de espaços fechados, como restaurantes, academia e vestiários, o clube tem monitorado a situação clínica dos atletas e seus familiares, com testes semanais para a doença. 

O elenco ganhou o reforço de Roger Machado. O treinador voltou a comandar as atividades depois de passar os primeiros dias da semana em isolamento. A medida foi tomada após Roger viajar para Porto Alegre para acompanhar o sepultamento da mãe, que faleceu na última semana. 

Cada vez mais perto
O início do mês de julho pode significar o retorno dos campeonatos. Oficialmente, só a Confederação Brasileira de Futebol marcou a data de início do Brasileirão para o dia 8 de agosto. A competição estava prevista para começar em maio, mas teve que ser adiada.  

No entanto, a possibilidade de que o Bahia entre em campo antes disso é grande. A tendência é de que Copa do Nordeste e Campeonato Baiano sejam retomados ainda nesse mês. Nos bastidores, as autoridades esportivas e políticas já conversam sobre o tema.

Definido que será finalizado em fase única, o Nordestão, por exemplo, tem grandes chances de ser disputado em estádios baianos. Prefeito de Salvador, ACM Neto revelou que tem conversado com representantes de Bahia, Vitória e da Liga do Nordeste sobre a situação do torneio.

Além de Salvador, que conta com três estádios (Pituaçu, Barradão e Fonte Nova), equipamentos localizados em Feira de Santana, como os estádios Joia da Princesa e Arena Cajueiro, podem ser utilizados caso a Bahia seja mesmo escolhida para receber o regional. Fortaleza e Recife são as outras cidades que aparecem como opções.  

A Copa do Nordeste foi paralisada faltando apenas uma rodada para o fim da primeira fase. O Bahia já está classificado para o mata-mata. A fase quartas de final é disputada em jogo único, enquanto a semifinal e final são decidida em duas partidas. Como o retorno será em campo neutro e sem a presença de torcedores, a tendência é que o regulamento seja modificado e as últimas duas etapas também sejam com um só duelo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas