Bahia encaminha empréstimo do meia Régis ao Cruzeiro

e.c. bahia
01.04.2020, 13:54:00
Atualizado: 01.04.2020, 15:06:06
Régis entrou em campo apenas duas vezes em 2020 e não conseguiu se firmar no elenco tricolor (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia encaminha empréstimo do meia Régis ao Cruzeiro

Alvo da Raposa, jogador não vinha tendo espaço no time de Roger Machado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O elenco do Bahia vai passar por mudanças durante o período de quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus. O tricolor tem negociação encaminhada para ceder o meia Régis, 27 anos, ao Cruzeiro por empréstimo. A informação foi divulgada pelo site Globo Esporte e confirmada pelo presidente do Bahia, Guilherme Bellintani. 

Durante entrevista ao canal do jornalista Jorge Nicola no Youtube, na noite de terça-feira (31), Bellintani revelou que as conversas com o time mineiro estão avançadas e a ida de Régis para o Cruzeiro depende apenas da vontade do jogador. O meia tem contrato com o Bahia até o fim da atual temporada. 

“Tem conversa com o Cruzeiro, é um clube amigo, parceiro do Bahia. Eu estive lá no começo do ano, quando a diretoria provisória estava assumindo o comando. Temos muitas conversas com o Cruzeiro, não só sobre o Régis. Pode ser que aconteça, pode ser que não, tem muita coisa ainda para encaminhar. Eu diria que está mais quente, mas ainda faltam algumas coisas para fechar. Tem que saber se o atleta aceita ou não, como estão os empresários dele... Estamos negociando, mas sem pressa”, explicou o presidente tricolor.

O desejo do Cruzeiro em contar com os serviços de Régis não é recente. A Raposa tentou a contratação do jogador em janeiro, antes do início da temporada e quando ainda era treinada por Adilson Batista. Na época, as conversas não avançaram por conta do alto salário do jogador, fora do teto estipulado pelo Cruzeiro, que em 2020 disputará a Série B pela primeira vez na história. 

Mesmo após a saída de Adilson Batista e as mudanças na diretoria do clube mineiro, Régis seguiu na pauta da equipe. Nos últimos dias, o meia recebeu elogios do técnico Enderson Moreira, que assumiu o posto de treinador da equipe. 

“Trata-se de um meia-atacante muito interessante. É um jogador mais vertical, joga na direção do gol. Não é armador. É um jogador de último terço de campo, um meia-atacante, quase segundo atacante, que tem facilidade no drible, qualidade no passe entrelinhas, que finaliza muito bem”, disse o treinador à Rádio Itatiaia. A tendência é a de que os times dividam os salários de Régis.

Histórico 

Contratado pelo Bahia em 2016, Régis caiu nas graças da torcida tricolor ao ajudar o clube no retorno à primeira divisão e na conquista da Copa do Nordeste de 2017. 

Por conta do bom momento, o meia foi envolvido na negociação que levou o goleiro Jean para o São Paulo, no fim de 2017, e teve parte dos direitos econômicos adquiridos pelo Bahia. Já em 2018, Régis começou a perder espaço na equipe titular e foi emprestado ao Al Wheda, da Arábia Saudita. No retorno ao Brasil, ele foi novamente emprestado, dessa vez ao Corinthians, durante o Brasileirão do ano passado. 

Esse ano, Régis voltou ao clube e foi incorporado ao elenco. Apesar de mostrar interesse em permanecer, o jogador não estava nos planos da diretoria e comissão técnica e não conseguiu ganhar espaço no time de Roger Machado. Ele entrou em campo apenas duas vezes em 2020. Na eliminação na Copa do Brasil, para o River-PI, e na vitória por 2x0, sobre o CSA, pela Copa do Nordeste. Ambos saindo do banco. 

Para a posição no meio-campo, Roger Machado conta com as opções de Rodriguinho, Daniel e Marco Antônio, que se recupera de lesão. O meia Arthur Rezende, que estava atuando na equipe de aspirantes, deve ser incorporado ao elenco principal na volta das atividades. Os jogadores do Bahia iniciaram ontem o período de férias coletivas de 20 dias por conta da pandemia. 

Gregore fica 

Outro jogador do Bahia que vem sendo alvo no mercado é o volante Gregore. O principal interessado em contar com o camisa 26 é o Palmeiras. Mas, de acordo com Guilherme Bellintani, as conversas esfriaram por conta da paralisação do futebol brasileiro. 

“Existe o interesse do Palmeiras, mas é uma negociação esfriada pelo momento. É um jogador que a espinha da nossa equipe, titular absoluto e não temos interesse nenhum de nós desfazer do jogador. Lógico que se for uma proposta muito grande, tentadora, aí não temos o que fazer. Mas está muito longe disso, conversas paradas. Não tem nada nesse sentido em voltar a tocar nesse ponto”, pontuou o dirigente.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas