Bahia encara o Vasco fora de casa e tenta voltar ao topo da Série B

e.c. bahia
15.05.2022, 05:00:00
Tricolor faz confronto de campeões da Série A contra o Vasco (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia encara o Vasco fora de casa e tenta voltar ao topo da Série B

Esquadrão foi ultrapassado pelo Sport na abertura da rodada e entra em campo neste domingo (15), no Rio

A Série B do Brasileirão vai ser palco de mais um confronto entre campeões da Série A. Neste domingo, o Bahia encara o Vasco, em duelo marcado para às 16h, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela 7ª rodada.

Dois dos mais tradicionais clubes do futebol brasileiro, Bahia e Vasco medem forças em uma disputa que vale vaga no G4. O Esquadrão iniciou a rodada como líder da competição, com 13 pontos, e o cruzmaltino em quinto lugar, com 10. No entanto, ambos caíram uma posição após os jogos de sexta-feira, ultrapassados por Sport e Novorizontino, respectivamente. Por isso, a concentração é o mantra do time baiano para voltar do Rio com mais três pontos na bagagem. 

“Um jogo difícil, duas equipes de camisa no futebol brasileiro. Espero que o Bahia possa estar bem concentrado. A gente sabe que, quando está na liderança, tudo se volta para a gente, todo mundo quer bater na gente, mas tomara que o Bahia esteja em um dia inspirado e saia com o triunfo”, afirmou o lateral Djalma.

Responsável ajudar o time a classificar na Copa do Brasil, após sair do banco contra o Azuriz, o lateral esquerdo vive a expectativa de ganhar chance entre os titulares, mas deve começar o jogo no banco de reservas. Quem está de volta ao time é o atacante Rildo. Autor de dois gols na goleada por 4x0 sobre o Londrina, ele entra no lugar de Vitor Jacaré.

Na defesa, Guto Ferreira tem somente uma dúvida. Luiz Otávio reclamou de dor na coxa e passou por exame de imagem. O zagueiro vai ser reavaliado pelo departamento médico. Caso não tenha condição de jogar, Didi será o substituto. 

No elenco, o tricolor conta ainda com o garoto Gabriel Xavier e Zé Vitor. O último foi contratado do América-MG e ainda não foi relacionado para os jogos. 

Essa será a segunda vez na atual edição da Série B que o Bahia vai enfrentar outro campeão brasileiro. Na estreia, o tricolor levou a melhor sobre o Cruzeiro (tetracampeão em 1966, 2003, 2013 e 2014) e venceu o time mineiro por 2x0 na Fonte Nova. 

Os demais clubes que já foram campeões brasileiros na primeira divisão são Grêmio (1981 e 1996), Sport (1987) e Guarani (1978).

O Bahia vai enfrentar também a pressão da torcida diante do Vasco. O cruzmaltino esgotou cerca de 22 mil ingressos que foram disponibilizados. Apesar da festa prometida pelos mandantes, o Esquadrão tem bons motivos para ficar confiante. 

Nos últimos anos, enfrentar o Vasco tem sido positivo para o Bahia. O time baiano não perde do carioca desde 2018, quando caiu por 2x1, pelo segundo turno do Brasileirão. De lá para cá, mais quatro confrontos foram realizados, com dois triunfos do tricolor e dois empates.

Em 2019, no mesmo São Januário, o Bahia venceu por 2x0, com gols de Nino Paraíba e Gilberto. Depois, houve empate de 1x1 na Fonte Nova. No ano seguinte, voltou a vencer o Vasco pelo Brasileirão. Rossi, Gilberto e Clayson marcaram no 3x0 em Pituaçu.

O último encontro entre os clubes aconteceu em janeiro de 2021, embora pela Série A de 2020. O empate por 0x0 em São Januário deixou o Vasco em situação complicada - o alvinegro acabou rebaixado à Série B ao fim do torneio. 

No histórico geral, a disputa é marcada por equilíbrio. Em 75 jogos, o Bahia venceu 27, perdeu 28 e outras 20 partidas terminaram empatadas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas