Bahia faz gol aos 51 do 2º tempo e empata com o Internacional

e.c. bahia
06.09.2020, 17:58:00
Atualizado: 06.09.2020, 19:05:31
Nino Paraíba marca o meia Patrick durante confronto no Beira Rio (Foto: Divulgação/Internacional)

Bahia faz gol aos 51 do 2º tempo e empata com o Internacional

Jogo no Beira-Rio foi marcado por polêmicas com o árbitro de vídeo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Não foi dessa vez que o Bahia quebrou o jejum e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Mas o Esquadrão conquistou um bom resultado na tarde deste domingo (6). Diante do líder Internacional, o tricolor marcou aos 51 minutos do segundo tempo e arrancou o empate por 2x2, no estádio do Beira-Rio, em um duelo marcado por polêmica com o árbitro de vídeo. 

O tricolor saiu na frente com Rodriguinho, mas Patrick e Thiago Galhardo marcaram os gols do time gaúcho. Já no finalzinho, Clayson, cobrando pênalti, deixou tudo igual para o tricolor. 

Com o resultado, o Bahia chegou aos nove pontos no Brasileirão e permaneceu na 11ª colocação. Já o Internacional somou 17 e segue na ponta na Série A. 

O jogo
No comando do Bahia de forma interina, o auxiliar Cláudio Prates decidiu mudar peças e esquema tático no tricolor. No gol, Anderson perdeu vaga para Mateus Claus, que fez a estreia na Série A. Claudinho também reforçou o meio-campo, montando o Esquadrão no 4-4-2.

Quando a bola rolou, o que se viu foi um Bahia que tentava explorar os erros do Internacional, mas que pecava na defesa. Tanto que com apenas um minuto, Mateus Claus precisou mostrar serviço no chute à queima roupa de D'Alessandro, salvando o tricolor.

Com menos posse de bola, o Bahia tentava sair no contra-ataque, principalmente com Élber, pelo lado esquerdo. Mas foi na falha da defesa colorada que surgiu a oportunidade.

Aos 19 minutos, Zé Gabriel tentou sair jogando e perdeu a bola. Ronaldo lançou para Rodriguinho, que com categoria limpou a marcação e tocou na saída de Marcelo Lomba, abrindo o placar para o Bahia no Beira-Rio.

O gol parecia que ia deixar o Bahia mais à vontade na partida. Apesar de rondar a área tricolor, o Inter levava pouco perigo ao goleiro Mateus Claus. Só que aos 27 minutos, a fragilidade defensiva do Esquadrão voltou a ficar exposta. Juninho não conseguiu cortar a bola e Thiago Galhardo cruzou para Patrick ganhar de Nino pelo alto e deixar tudo igual.

Já no finalzinho do primeiro tempo, tanto Bahia quanto Internacional balançaram as redes, mas arbitragem flagrou impedimentos de Gilberto e Thiago Galhardo, respectivamente, e os dois tentos foram anulados.

Polêmica e empate no fim
O segundo tempo começou com o Bahia com mais espaço para buscar as jogadas de contra-ataque, porém o tricolor abusava dos erros de passe e em pelo menos três oportunidades perdeu a chance de construir a jogada e surpreender o adversário. 

Do outro lado, o Inter tentava fazer pressão nas jogadas pelos lados do campo, mas a defesa do Bahia conseguia suportar bem. Aos 12 minutos, D'Alessandro cobrou falta com estilo e Mateus Claus fez uma linda defesa. 

A situação ficou ruim para o tricolor aos 18 minutos e foi em clima de polêmica. Na bola cruzada na área, o árbitro marcou pênalti de Gregore em Cuesta. Os tricolores ficaram na bronca e o VAR entrou em ação. Quatro minutos depois, o pênalti foi confirmado. Thiago Galhardo foi para a cobrança e virou o jogo para o Internacional.

Com o prejuízo no placar, Cláudio Prates decidiu mexer no Bahia e colocou Rossi e Clayson em campo nas vagas de Daniel e Gilberto. O Esquadrão quase chegou ao empate em bola esticada para Rossi. O atacante ia sair livre, mas Marcelo Lomba chegou primeiro e conseguiu cortar. Depois disso, o jogo deu uma caída e o Bahia não conseguia incomodar o rival. 

Já aos 47 minutos, o árbitro de vídeo voltou a entrar em ação e o pênalti foi marcado para o Bahia. Enquanto Rossi conduzia a bola, Élber foi derrubado por Rodinei dentro da grande área. Clayson foi para a cobrança, bateu no cantinho e empatou o jogo aos 51 minutos do segundo tempo. 

O tricolor volta aos gramados na próxima quinta-feira (10), quando recebe o Grêmio, às 19h15, no estádio de Pituaçu, pela 9ª rodada do Brasileirão. 

Ficha técnica:

Internacional 2x2 Bahia - 8ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2020

Internacional: Marcelo Lomba, Saravia, Zé Gabriel, Custa e Uendel (Rodinei); Jhonny (Rodrigo Moledo), Edenilson, Patrick (Abel Hernández), Boschilia (Marcos Guilherme) e D'Alessandro (Peglow); Thiago Galhardo. Técnico: Eduardo Coudet. 

Bahia: Mateus Claus, Nino Paraíba, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Ronaldo (Edson), Daniel (Rossi) e Rodriguinho (Fessin); Élber e Gilberto (Clayson). Técnico: Cláudio Prates (interino).

Estádio: Beira Rio, em Porto Alegre
Gols: Rodriguinho, aos 19, e Patrick, aos 27 minutos do 1º tempo; Thiago Galhardo, aos 22, e Clayson, aos 51 minutos do 2º tempo. 
Cartões amarelos: Zé Gabriel e Rodinei (Internacional); Nino Paraíba, Gregore e Ronaldo (Bahia); 
Arbitragem: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Neuza Inês Back e Éder Alxandre (trio de Santa Catarina). 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas