Bahia faz preparação silenciosa antes de enfrentar o América-RN

e.c. bahia
13.03.2020, 05:00:00
Rossi é o garçom do Bahia na temporada com 4 assistências (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bahia faz preparação silenciosa antes de enfrentar o América-RN

Tricolor pode garantir a classificação para as quartas de final do Nordestão

Pouco menos de um ano se passou desde que o Bahia foi derrotado para o Sampaio Corrêa por 1x0, no Maranhão, e deu adeus à Copa do Nordeste na primeira fase - algo que não acontecia desde 2014, quando o clube acabou na terceira colocação do Grupo B, atrás de CSA e Santa Cruz. Apenas dois se classificavam naquela época. É difícil que esse vexame se repita em 2020, mas todo cuidado é pouco.

O tricolor viaja até o Rio Grande do Norte nesta sexta (13) para encarar o América-RN no próximo sábado (14) pela penúltima rodada da fase de grupos. Caso vença, o tricolor avança para as quartas de final da Copa do Nordeste e apaga o fantasma da vergonha. Por conta disso, o time optou por ter mais intimidade durante a preparação: nessa semana, só o lateral Juninho Capixaba deu entrevista. É aquele ditado: quem come quieto, come duas vezes.

Durante os treinamentos da semana, o técnico Roger Machado frisou atividades para aprimorar a pressão alta (para defesa e ataque), passes, transições da defesa para o ataque, finalizações e movimentação.

Um dos momentos que chamou atenção foi quando Roger fez um trabalho específico para treinar a saída de bola de seus defensores. João Pedro, Wanderson, Juninho, Juninho Capixaba e Gregore era pressionados por Daniel, Rodriguinho, Rossi, Clayson, Élber e Gilberto.

Roger Machado aproveitou a semana para aprimorar o jogo do Bahia (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Em 2020, o time principal do Bahia disputou nove partidas por três competições diferentes. São cinco vitórias, dois empates e duas derrotas. O tricolor de Roger Machado marcou 16 gols e sofreu outro seis. O saldo desses primeiros dois meses de temporada é de 10 gols.

Desde o dia 8 de fevereiro o Bahia não sabe o que é perder. Depois de levar 2x0 do Vitória na Copa do Nordeste, o time principal fez mais cinco jogos, com um empate e quatro vitórias - três delas de forma consecutiva.

Apesar dos bons números, atuações como aquela apresentada contra o Confiança deixam torcida e até o próprio elenco com o sinal amarelo aceso. O tricolor venceu por 1x0 e dominou o rival, que pouco criou perigo. Mas o volume de oportunidades desperdiçadas e até um certo relaxamento durante parte do jogo são evidências de que há espaço para melhorar.

“Esperávamos um grande jogo. Mas tem jogo que é assim, as coisas não vão acontecer, tem que ter naturalidade para lidar com eles. (...) Vai acontecer mais vezes. É trabalhar para melhorar”, disse o lateral Juninho Capixaba, titular em todos os jogos do clube em 2020.

Desfalque 
Roger Machado deve repetir a formação que utilizou contra o Confiança para enfrentar o América-RN na partida que acontece com portões fechados, mas não é por causa do coronavírus. O time potiguar levou punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de uma confusão generalizada envolvendo seus torcedores e outros do River-PI, no estádio Albertão, em Teresina, em jogo que aconteceu na terceira rodada do Nordestão.

O motivo para repetir a escalação é simples: Lucas Fonseca não treinou com o elenco esta semana e a tendência é que fique fora da partida. Na ocasião, Wanderson foi o substituto na zaga e Ignácio a opção para a posição no banco de reservas, o que deve se repetir.

Wanderson será titular pela segunda partida consecutiva (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Com isso, o Bahia deve entrar com Anderson, João Pedro, Wanderson, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore e Flávio; Rossi, Élber e Clayson; Gilberto. Tricampeão do Nordeste, o Esquadrão enxerga na competição a oportunidade de levantar um troféu com seu time principal em 2020 - algo que se fortaleceu após a queda precoce na Copa do Brasil.

O último título do Bahia pelo Nordestão foi em 2017, quando venceu o Sport na final. Depois, o tricolor amargou um vice-campeonato após perder para o Sampaio Corrêa, em 2018, antes eliminação na primeira fase no ano passado.

*com supervisão do subeditor Miro Palma

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas