Bahia goleia o Guabirá e assume liderança na Copa Sul-Americana

e.c. bahia
27.04.2021, 21:06:00
Atualizado: 27.04.2021, 22:39:04
Alesson marcou dois gols para o Bahia diante do Guabirá (Conmebol/Divulgação)

Bahia goleia o Guabirá e assume liderança na Copa Sul-Americana

Tricolor fez 5x0 no time boliviano com destaque de Alesson e Marcelo Ryan

O Bahia passou com facilidade pelo Guabirá e assumiu a liderança do Grupo B da Copa Sul-Americana na noite desta terça-feira (27). O tricolor bateu o time boliviano por 5x0, no estádio de Pituaçu, pela segunda rodada do torneio continental.

O triunfo foi construído ainda no primeiro tempo, com gols de Alesson e Juninho. Na segunda etapa, o jovem atacante Marcelo Ryan marcou duas vezes, Alesson anotou mais um e deu números finais ao confronto.

A vitória deixou o Bahia na liderança da chave, com quatro pontos, superando o Independiente, que tem três. O time argentino entra em campo nessa quarta-feira (28), às 19h15, contra o City Torque, em Avellaneda.

O próximo compromisso do Bahia pela Sul-Americana será na próxima terça, diante do Independiente, em Pituaçu. Antes, o time baiano encara o Ceará, sábado, também em casa, no jogo de ida da final da Copa do Nordeste.

Titulares poupados
De olho na final do Nordestão, o técnico Dado Cavalcanti colocou um Bahia bem diferente em campo. Renan Guedes, Juninho, Galdezani, Alesson, Oscar Ruiz e Thonny Anderson ganharam vaga na equipe titular. Apesar das mudanças, o time não teve dificuldade diante dos bolivianos.

Com sete minutos de bola rolando, o estreante Thonny Anderson fez jogada individual e cruzou rasteiro para Alesson completar e colocar o Bahia em vantagem.

Superior tecnicamente, o Esquadrão conseguia chegar trocando passes na zona intermediária da defesa do Guabirá, mas encontrava resistência dali para frente. O tricolor controlava o jogo, praticamente não corria risco, mas bastou um vacilo para quase colocar a vantagem por água abaixo.

Em um dos raros lances de ataque do Guabirá, Mina foi lançado, ganhou de Luiz Otávio na corrida e foi derrubado pelo zagueiro. Pênalti que Vogliotti bateu, e o goleiro Matheus Teixeira brilhou mais uma vez e defendeu, aos 24 minutos. Ele já havia defendido duas cobranças no sábado, diante do Fortaleza, pela Copa do Nordeste. 

Após o susto o Bahia seguiu com maior domínio do jogo. Aos 32, Alesson recebeu dentro da área e teve o chute bloqueado. No rebote, ele tocou para Thonny Anderson, que girou batendo e a bola cobriu a meta.

Se não estava acertando por baixo, o Bahia decidiu experimentar por cima. Aos 39, Matheus Galdezani cobrou falta na área e Juninho subiu mais que a defesa boliviana para testar forte e anotar o segundo gol do jogo.

O tricolor ainda poderia ter ido para o intervalo com vantagem maior, mas Thaciano escorou para fora após o cruzamento de Matheus Bahia e perdeu um gol incrível.

Virou passeio
O Bahia voltou para o segundo tempo com o mesmo time e o cenário do jogo também não se alterou. A qualidade técnica fazia o tricolor ser melhor na partida. As poucas tentativas de ataque do Guabirá se resumiam a jogar a bola no atacante Mina, que tentava usar o corpo para ganhar as disputas. Aos 11, o rival teve uma grande chance quando Mina achou Peredo livre do lado direito. Sozinho, o meia pegou mal na bola e mandou pra fora.

Dado aproveitou a vantagem para fazer mudanças. Daniel e Marcelo Ryan foram para o jogo nos lugares de Thaciano e Thonny Anderson. A mudança deu certo.  Aos 21, Alesson fez a jogada pela direita e cruzou para Marcelo, livre, mandar de cabeça e ampliar o placar: 3x0.

Seis minutos depois, foi a vez de Renan Guedes construir a jogada  e cruzar para Marcelo. O garoto pegou de primeira e fez mais um, o segundo dele e quarto do Bahia.

A situação do Guabirá ficou ainda mais complicada aos 30 minutos, quando o zagueiro Ibáñez deu entrada dura em Juninho Capixaba e foi expulso. Com um a mais, o Bahia aumentou a goleada. Alesson recebeu de Marcelo, passou pelo goleiro e fez 5x0 para o Esquadrão. 

Aos 43 minutos, o paraguaio Oscar Ruiz teve a chance de fazer o sexto, em chute que bateu no travessão. Não fez falta.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas