Bahia leiloa camisa 'manchada de óleo'; preço inicial é de R$ 500

e.c. bahia
21.10.2019, 13:39:00
Atualizado: 21.10.2019, 17:03:33
Bahia vestirá camisa em alusão às manchas de óleo (EC Bahia/Divulgação)

Bahia leiloa camisa 'manchada de óleo'; preço inicial é de R$ 500

Renda será doada a grupos de voluntários que têm atuado na limpeza das praias. Tricolor usará o uniforme contra o Ceará

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A camisa "manchada de óleo" que o time do Bahia usará contra o Ceará, nesta segunda-feira (21), às 19h30, no estádio de Pituaçu, pelo Brasileirão, não será vendida em lojas. O torcedor que quiser ter um exemplar da peça criada para chamar a atenção com relação ao óleo que invadiu as praias de todo o Nordeste terá que consegui-la através do leilão lançado pelo clube no início desta tarde. 

São quatro camisas à disposição: uma tamanho P, duas M e uma G. A concorrência ficará aberta até sexta-feira (25).

O clube doará a renda do leilão a grupos de voluntários que estão trabalhando na limpeza das praias baianas. O lance inicial é salgado: R$ 500, feito através do site www.idoloseternos.com.br.

"Ela é uma produção específica. A gente não consegue produzir em grande quantidade, por isso, não vamos vender essas camisas", explicou o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, durante entrevista ao programa Globo Esporte, da TV Bahia. "O torcedor que quiser a camisa, entra no site e participa do leilão", convocou o dirigente.

A Marinha do Brasil disponibiliza o número de telefone 185 para que a população indique locais onde avistar manchas de óleo no litoral.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas