Bahia tem 1.165 exames para diagnóstico do coronavírus na fila de espera do Lacen

salvador
22.03.2020, 18:33:00
Atualizado: 23.03.2020, 08:59:04
Lacen entrega resultados com 48 horas (Marina Silva/CORREIO)

Bahia tem 1.165 exames para diagnóstico do coronavírus na fila de espera do Lacen

Velocidade de resposta é de até 48 horas; Sesab afirma que 70 mil testes devem chegam nas próximas semanas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mais de um mil exames para detectar o coronavírus estão na fila de espera para análise do Laboratório de Saúde Pública do Estado da Bahia (Lacen). Segundo dados mais recentes da Secretaria de Saúde do Estado, 1.165 testes aguardam pelo resultado cujo tempo de resposta é de 48 horas. 

“Somos o único Lacen estadual do país que está fazendo esses exames e liberando os positivos em até 48h. A maioria dos estados está começando a realizar os exames agora. Nos preparamos com muita antecedência”, afirma o secretário estadual de saúde, Fábio Vilas-Boas. 

Ainda de acordo com o secretário, para aumentar a velocidade de resposta dos resultados, 20 mil testes chegam na próxima semana e outros 50 mil devem chegar no início de abril. 

“Importamos mais duas máquinas de RT-PCR que também chegam em uma semana. Contratamos profissionais para operar 24h desde o último final de semana. Ontem (sábado, 21) designamos médicos da auditoria da Sesab e atendentes do SAC pra ajudar na triagem dos exames”, completa.

O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). As amostras são encaminhadas para o Lacen que realiza, ainda, para confirmar a doença, exames de biologia molecular que detectem o genoma viral.

Balanço 

De acordo com o último boletim divulgado neste domingo, 22 pela Sesab, a Bahia tem seis novos casos de coronavírus, destes cinco foram diagnosticados pelo Lacen-BA e um caso por um laboratório privado da capital baiana. No total, já são 55 pacientes confirmados. 601 foram descartados e não há óbitos registrados. Todos os casos foram importados ou de transmissão local.

O maior número de casos positivos permanece concentrado em Salvador (33), com um caso importado de um paciente que reside na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Há registros também nos municípios baianos de Porto Seguro (7), Feira de Santana (6), Lauro de Freitas (3), Prado (2), Itabuna (1), Camaçari (1), Barreiras (1) e Conceição do Jacuípe (1). Todos os pacientes estão em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução respiratória e de contato.

Veja a distribuição de casos na Bahia:

AMOSTRAS SÃO ENCAMINHADAS PARA O LACEN QUANDO: 

*Pacientes com sinais de gravidade, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou internados

*Pacientes sem sinais de gravidade, mas que tiveram contato de caso de COVID-19 suspeito ou confirmado, ou com histórico de viagem recente ao exterior em países com circulação do SARS-CoV2, e regiões do país com transmissão comunitária sustentada

*Profissionais de saúde com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19

*Gestantes com sintomas respiratórios suspeitos de COVID-19

*Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos Aeroportos, Portos e nas Estradas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas