Bahia vence de virada o Jacobina e reassume a liderança do Baiano

e.c. bahia
09.02.2020, 17:10:00
Atualizado: 09.02.2020, 22:56:28
Bahia fechou o placar em belo gol marcado por Régis (Rafael Machaddo / EC Bahia)

Bahia vence de virada o Jacobina e reassume a liderança do Baiano

Aspirantes seguem invictos; rodada só acaba no próximo final de semana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O time de aspirantes do Bahia segue invicto no Campeonato Baiano. Neste domingo (9), a equipe de Dado Cavalcanti venceu o Jacobina por 3x1, no Estádio José Rocha, pela 5ª rodada. Com isso, assumiu temporariamente a liderança do estadual, com 11 pontos. A rodada só termina no próximo final de semana.

RESUMÃO

O Bahia teve suas dificuldades no primeiro tempo e saiu atrás do placar em pênalti duvidoso marcado pelo árbitro. Voltou melhor para a etapa final e empatou em outro pênalti duvidoso. A partir daí, deslanchou: os últimos 20 minutos foram de total domínio e o Esquadrão não só virou como ampliou para 3x1.

QUEM BROCOU?

Dionísio abriu o placar aos 18 minutos do 1º tempo em cobrança de pênalti sofrido por Ué. Aos 22 da etapa final, Ramon empatou também em cobrança de pênalti. Saldanha, aos 29, virou após bela jogada individual. Régis fechou o placar aos 32.

O DESTAQUE

Na rodada anterior, contra o Jacuipense, Saldanha havia perdido a vaga de titular para Fernandão, que não fez jus à aposta. Contra o Jacobina, o garoto de 20 anos, revelado pelo Esquadrão, voltou e fez a diferença. Marcou o gol da virada tricolor e ainda deu um belo passe, por elevação, para Régis fechar o placar.

FALTOU CAPRICHO

O Bahia poderia ter obtido a vitória de maneira mais tranquila. O atacante Gustavo perdeu duas chances claras: no primeiro tempo, recebeu a bola na entrada da pequena área, livre, e chutou por cima. No começo da etapa final, a bola sobrou para ele dentro da pequena área. De novo livre, o garoto de 22 anos chutou longe.

PRIMEIRO TEMPO

Jogo disputado. O Jacobina começou buscando o gol, e obrigou Fernando a fazer grande defesa no primeiro minuto em falta cobrada no ângulo por Dionísio. Aos 18, Lepo e Ué se chocaram na área e o árbitro deu pênalti. Dionísio abriu o placar. O Bahia então teve mais posse de bola e criou chances, mas faltou pontaria. Foram pelo menos três chances de empatar, mas todas chutadas por cima do gol.

SEGUNDO TEMPO

O Bahia voltou dominante o Jacobina só fez se defender. Aos 22, Gustavo cruzou na área e a bola bateu no ombro de Victor Lira. O árbitro deu pênalti. Ramon converteu. Aos 29, Saldanha dominou na entrada da área, passa por Iran e chutou na saída de Nunes. O Esquadrão não parou: aos 32, Ramon tocou para Saldanha, que tocou para Régis, que chutou no canto. 3x1.

COMO FICAM?

O Bahia assume a liderança com 11 pontos. Atlético de Alagoinhas e Vitória têm oito pontos. A 5ª rodada, no entanto, só acaba no próximo final de semana, nos dias 15 e 16 de fevereiro, quando justamente o Leão e o Carcará se enfrentam. O Jacobina segue na lanterna do estadual com um ponto.

PRÓXIMOS JOGOS

O time de aspirantes do Bahia só volta a jogar no mês que vem. O próximo compromisso é o Ba-Vi do dia 1º de março, no Barradão, pela 6ª rodada do Baiano. Antes disso, o time principal tem quatro duelos. O primeiro deles contra o Nacional-PAR, jogo de ida da 1ª fase da Sul-Americana. A partida acontece na quarta-feira (12), às 21h30, na Fonte Nova. O confronto de volta será no dia 26. Entre ambos, o tricolor enfrenta o Ceará no sábado (15) e o CSA no dia 19, os dois pela Copa do Nordestes.

FICHA TÉCNICA

Jacobina 1x3 Bahia - 5ª rodada do Campeonato Baiano 2020

Jacobina: Nunes; Edcarlos, Rafhael Paulista, Iran e Deca; Hércules, Victor Lira, Fabiano (Elielton) e Dionísio (Luís Ricardo); João Neto e Ué (Deivison). Técnico: Arnaldo Lira.

Bahia: Fernando; Lepo (Lucas Rodrigues), Ignacio, Anderson e Mayk; Edson, Ramon (Yuri) e Arthur Rezende; Gustavo, Saldanha e Alesson (Régis Tosatti). Técnico: Dado Cavalcanti.

Gols: Dionísio (pênalti), aos 18 minutos do 1º tempo; Ramon (pênalti), aos 24, Saldanha, aos 29, e Régis Tosatti, aos 32 minutos do 2º tempo.

Local: Estádio José Rocha, em Jacobina.

Cartões amarelos: Hércules, Iran e Dionísio (Jacobina); Ramon, Lepo e Anderson (Bahia).

Cartão vermelho: Victor Lira (Jacobina)

Arbitragem: Irinaldo Jorge dos Santos Silva, auxiliado por José Carlos Oliveira dos Santos e Ledes José Coutinho Neto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas