Bahia vende atacante Caíque para time dos Emirados Árabes

e.c. bahia
14.09.2020, 16:04:00
Caíque deixou o Bahia e vai defender equipe dos Emirados Árabes (Foto: Reprodução/Al-Nasr)

Bahia vende atacante Caíque para time dos Emirados Árabes

Jogador de 20 anos assinou com o Al-Nasr Dubai por três temporadas

O atacante Caíque, de 20 anos, não faz mais parte do elenco do Bahia. O jogador foi negociado pelo tricolor ao Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos. O anúncio foi feito pelo clube árabe nesta segunda-feira (14). O contrato no novo clube terá validade até 2023. 

Caíque chegou ao Bahia em 2018 após se destacar nas categorias de base do Jacuipense. O jogador conseguiu bom desempenho na equipe sub-20 e teve parte dos direitos adquiridos pelo Esquadrão.

Em 2019, Caíque chegou a ser promovido para o time principal e atuou em partidas do Campeonato Baiano. Já neste ano, o atacante iniciou a temporada integrando a equipe de aspirantes, na disputa do estadual. Com o fim do time, ele passou a fazer parte do grupo principal, mas era a última opção entre os centroavantes do elenco.

Os valores da negociação não foram divulgados. No entanto, segundo o site Transfermarkt, referência em transferências internacionais, a venda foi por 475 mil euros, o que corresponde a aproximadamente R$ 3 milhões. O Bahia é dono de 60% dos direitos econômicos e recebe R$ 1,8 milhão; o Jacuipense tinha 40% e ganha R$ 1,2 milhão.

Caíque é o segundo centroavante a deixar o clube. Antes dele, Fernandão chegou a um acordo e rescindiu o contrato de forma amigável. Agora, Mano Menezes conta apenas com Gilberto e Saldanha como opções de referência no ataque.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas