Banco fica completamente destruído após explosão em Salvador; veja fotos

salvador
13.04.2021, 08:30:50
Atualizado: 13.04.2021, 21:10:41
(Arisson Marinho/CORREIO)

Banco fica completamente destruído após explosão em Salvador; veja fotos

Bandidos atacaram a agência do Banco do Brasil na madrugada desta terça-feira (13)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma agência do Banco do Brasil foi alvo de um ataque durante a madrugada desta terça-feira (13), no bairro de Porto Seco Pirajá. A agência ficou completamente destruída e cédulas de dinheiro manchadas ficaram espalhadas pelo local.

Segundo informações da Polícia Militar, uma equipe da 47ª CIPM foi acionada pelo Cicom, por volta das 3h, com informação de explosão e disparos de arma de fogo na região. Não há registro de feridos nem da quantia subtraída.

Com apoio da 50ª CIPM e Rondesp Central, o efetivo da unidade realizou rondas e buscas na região, mas os suspeitos não foram localizados. Os PMs isolaram a área da agência, até a chegada da perícia.

(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)

Cliente da agência há quase três décadas, o fraqueado dos Correios Vander Almagro ficou bastante abatido com o acontecimento e relatou que não sabe para onde vai transferir sua conta e fazer as operações a partir de agora. Os estragos deixados pelos bandidos foram enormes, um cenário de verdadeira destruição.

"Como estou aqui próximo, essa agência daqui era fantástica para poder fazer as coisas. Havia uma facilidade de operação e trabalho com essa relação de tantos anos", disse o cliente para a TV Bahia. 

Em nota, a assessoria da Polícia Civil informou que equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) já estiveram na agência, mas não é possível informar detalhes sobre o caso. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizou perícia no local.

Ataques cresceram

Um levantamento do Sindicato dos Bancários do Estado da Bahia aponta que 13 casos de ataques a bancos foram registrados dentro do território do Estado entre o dia 01 de janeiro e 13 de abril de 2021. O número é mais de 4x maior do que o registrado no mesmo período de ano passado.

O ataque contra a agência do Banco do Brasil no Portoseco Pirajá foi o quinto registrado em Salvador neste ano. Também houve um aumento exponencial na capital baiana, que sequer havia registrado ataques do tipo até o mesmo período de 2020. Naquela ocasião, o primeiro ataque aconteceu contra uma agência da Caixa Econômica Federal no bairro de Castelo Branco.

Mesmo quando se compara com um período sem pandemia os números de 2021 são mais elevados. Em 2019, o Sindicato havia registrado seis ocorrências em todo o estado até este exato período do ano - três delas em Salvador. Vale registrar que duas explosões de caixa eletrônicos registradas naquela ocasião foram num único ataque, que aconteceu no bairro da Mata Escura em 7 de janeiro daquele ano. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas