Bandas apostam em inovação para garantir a presença do público nos ensaios

carnaval
09.02.2017, 04:02:00
Atualizado: 09.02.2017, 13:16:13

Bandas apostam em inovação para garantir a presença do público nos ensaios

Harmonia do Samba e Timbalada são alguns dos que trouxeram novidades para a temporada deste ano
Timbalada faz ensaio domingo (12) com show de abertura de Léo Santana, que lotou seu Baile da Santinha 
(Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)


As bandas estão apostando ainda em novidades para garantir a casa cheia. O Harmonia do Samba mudou o espaço dos ensaios que antes aconteciam no Wet’ Wild para o Estádio de Pituaçu e investiu em mais estrutura. “Este ano é todo comemorativo porque o evento está celebrando 15 anos. A estrutura também ficou mais arrojada por conta do aniversário”, ressalta Xanddy, o vocalista do Harmonia.

A expectativa é o que move também os Ensaios da Timbalada, no Museu do Ritmo. A banda trouxe a cantora Millane Hora, a nova voz feminina que divide os vocais com Denny Denan. Os convidados também têm sido outra estratégia da Timbalada, que dividiu o palco com o Harmonia do Samba, Naiara Azevedo, Durval Lélis e na última edição do Verão, convidou o pagodeiro Léo Santana para comandar o show de abertura do ensaio, que ganhou uma versão “Fantasy”. “O público quer está junto da banda, ouvir, sentir aquela energia, então é natural. Até porque todos os amigos vão e fica um chamando o outro, o que acaba virando um sucesso”, afirma o vocalista, Denny.


SEM PATROCÍNIOS, ARTISTAS BUSCAM MAIS PARCERIAS

A dificuldade de patrocínio diante do cenário de crise e de redução de investimentos por parte das empresas fez com que alguns ensaios buscassem alternativas para não ficar de fora do Verão. Para a sócia da Sole Produções, Simone Carrera, responsável pela produção dos ensaios da banda Motumbá que acontece às quintas-feiras, no Pelourinho, foi preciso apostar em parcerias, preços promocionais e até negociar pacotes de grupos com agências de turismo.

“Tivemos que praticar um valor mais acessível, negociar com a equipe uma média de mercado muito abaixo do que é pago e contar com parcerias  para trazer convidados sem cachê. É um esforço que vale a pena, porque o ensaio de Verão é vitrine para o Motumbá no Carnaval”, pontua. Em média, o investimento na temporada chegou a R$ 105 mil. A venda da bilheteria ficou entre 70% a 80% de lotação  por ensaio, com arrecadação de R$ 10 mil. “Tudo que fizemos até aqui foi com recursos próprios. O entrave maior está na carga tributária com o ISS e o Ecad que chega a consumir  15% do orçamento. Nós temos que ficar olhando a planilha a todo momento, se não a conta não fecha”.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas