Bando de Teatro Olodum lança show de stand-up comedy online

correio afro
28.10.2021, 05:00:00
Ednaldo Muniz e Cássia Valle em cena de Ó Paí (Foto: João Meirelles)

Bando de Teatro Olodum lança show de stand-up comedy online

Bando Politicamente Incorreto será lançado no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro

Completando 31 anos de atividades, o Bando de Teatro Olodum comemora seu aniversário de três décadas e um bocadinho lançando um novo produto juntando os talentos do Bando e o coro de humoristas negros brasileiros: o stand-up show “Bando Politicamente Incorreto?”, com cenas disponibilizadas na plataforma Youtube, a partir do dia 20 de novembro (Dia Nacional da Consciência Negra), levando do palco para as telas temas como racismo, empreendedorismo negro, homofobia, educação infantil e a revolução do feminismo brasileiro. 

Acesse o CORREIO AFRO aqui

“O Bando não para, continua se reinventando”, afirma a atriz, diretora e escritora Cássia Valle. Para definir este novo projeto, a artista faz uma referência à frase ‘Zumbi está vivo e continua lutando’, título de um espetáculo do grupo de 1995. 

“Este é o Bando. Neste mais de um ano de pandemia, fizemos uma edição do Festival A Cena tá Preta, fizemos lives com muita gente importante, não paramos. Deixamos o palco, mas aprendemos a utilizar outras ferramentas. Agora estamos fazendo um stand-up com a cara do Bando. Com esta estética, essa metodologia, esta forma de criar textos e personagens”, disse Cássia.

O humor debochado e ao mesmo tempo reflexivo e comprometido, que consolidou a trajetória do grupo, agora ganha o espaço digital, mantendo as provocações que fazem rir e refletir. Os atores e atrizes se revezarão nas funções de roteiro, direção, produção e atuação das esquetes que abordarão os temas do dia a dia, com talento e irreverência.  

Quem já conhece e é fã dessa linguagem vai poder prestigiar as cenas, curtir, comentar e ainda compartilhar para seus grupos e redes de afeto, ampliando o alcance desta arte tão potente, que há três décadas vem oferecendo um teatro negro, popular e engajado.

Em 17 de outubro de 2021, o Bando de Teatro Olodum completou 31 anos da sua fundação, por um grupo de artistas interessados em associar sua arte às demandas sociais, políticas e ao enfrentamento ao racismo e todas as formas de preconceito e opressão. Assim nasceu o Bando de Teatro Olodum, no Centro Histórico de Salvador, Bahia, cidade mais negra do Brasil e uma das mais marcadas pela segregação racial. 

Ao longo dessas três décadas, o grupo consolidou uma linguagem própria baseada na performance negra, na consciência racial, no diálogo direto com os diversos públicos, com inserções, além do teatro, no cinema e na televisão, fortalecendo uma presença e um discurso negro nas artes brasileiras.

Espetáculos
Entre os sucessos da companhia estão: Ó Paí, ó, que ganhou versão para o cinema e uma série na TV; a revista musical Cabaré da Rrrraça; a premiada versão afro-baiana para o clássico de Shakespeare Sonho de Uma Noite de Verão; a celebração à ancestralidade negra Bença e o infantil Áfricas, que contagia adultos e crianças.
 
Além dos mais de 20 espetáculos já montados nestes 31 anos e de incursões no cinema e na televisão, o Bando leva o público à reflexão sobre os temas abordados em oficinas, debates e encontro com grupos de performances negras.

São projetos como as Oficinas de Performance Negra e o Festival de Arte Negra A Cena Tá Preta, que anualmente dão destaque aos talentos das artes cênicas, comprometidos com a valorização da cultura afro-brasileira.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas