Barra tem policiamento reforçado como medida do novo comandante da 11ª CIPM

salvador
16.09.2021, 12:39:00
Atualizado: 16.09.2021, 13:53:15
(Arisson Marinho/CORREIO)

Barra tem policiamento reforçado como medida do novo comandante da 11ª CIPM

Troca de comando aconteceu após série de episódios de violência no bairro

Intensificação no policiamento, ordenamento do solo e atuação do serviço de inteligência das polícias Civil e Militar. Estas são as três armas do novo comandante da 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (11ª CIPM) para conter a onda de violência nos últimos dias na Barra. O major Uildnei Carlos do Nascimento tomou posse do cargo nesta quinta-feira (16) e já pôs em prática partes das medidas de segurança. 

“Estamos com um maior contingente de policiais, principalmente no Porto da Barra. Além da tropa da unidade, estão no local efetivos do BEPTur (Batalhão Especializado de Policiamento Turístico) e do Esquadrão Águia.  A Guarda Municipal também está com o efetivo reforçado”, disse o comandante da 11ª CIPM. 

A aglomeração no bairro já está sendo tratada pelo comandante e está prevista ainda nesta quinta uma reunião dele com representantes da Secretaria Municipal e Ordem Pública (Semop) e com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). “Temos que reforçar as ações de fiscalização. Por isso será necessário um ordenamento do solo, evitando a permanência de ambulantes não cadastrados, poluição sonora, dentro outras coisas que contribuem para a aglomeração”, declarou. 

O comandante vai fortalecer a atuação do serviço de inteligência afim de combater a ação de criminosos no bairro. “É preciso monitorar esse público flutuante que vem para cá como se fosse moradores do bairro e que acabam trazendo seus desafetos. Estaremos com nossas equipes infiltradas para atuar de forma mais precisa no problema”, declarou.   

O nome do major Uildnei foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) na última sexta, 10, substituindo o major Jailton Carvalho de Santana A decisão do governador Rui Costa aconteceu após uma série de violências, como assassinatos e tiroteio no bairro

No dia 16 de agosto, um casal em situação de rua foi atacado por um incêndio criminoso no Porto da Barra e acabaram mortos por complicações provocadas pelas queimaduras.

No ultimo domingo (5), dois homens e uma mulher foram baleadas durante um tiroteio no Porto da Barra.

No dia seguinte, o corpo de um homem, que tinha seus pés amarrados, foi encontrado boiando no Porto da Barra, às margens da praia.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas