Base de Rui articula para atrair prefeitos do PMDB

satélite
11.09.2017, 14:22:00

Base de Rui articula para atrair prefeitos do PMDB

Jairo Costa Júnior, com Luan Santos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Aliados políticos do governador Rui Costa (PT) iniciaram articulações para tentar atrair  prefeitos do PMDB após a nova prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, maior cacique  da sigla na Bahia. O movimento é conduzido pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT), e pelo senador Otto Alencar (PSD), segundo apurou a   Satélite. Os prefeitos de Valença, Ricardo Moura, e Ituberá, Iramar Braga, estariam entre  os gestores com conversas avançadas com a base petista. Além disso, os articuladores de  Rui também estão abordando lideranças peemedebistas sem mandato  eletivo, como o  ex-prefeito de Chorrochó Julio Lóssio. 

Gota d’água
Quem já manifestou publicamente sobre a hipótese de deixar a legenda foi o deputado  estadual Hildécio Meireles. Apesar de ter dito que ainda vai conversar com o presidente  estadual do partido, deputado Pedro Tavares, pessoas próximas a Meireles, ex-prefeito de  Cairu, consideram difícil a permanência dele no PMDB. Meireles pretende também discutir  o assunto com o prefeito ACM Neto (DEM).

Fera ferida
A vereadora Marcelle Moraes (PV) afirma que os colegas na Câmara Municipal não  prestam atenção quando as mulheres discursam. Idealizadora da campanha “Me Ouça”,  ela disse que a ala feminina não tem muito prestígio na Casa. “O plenário já é barulhento,  mas quando uma vereadora vai falar fica pior”, critica.

Guerrilha feminina
Para Marcelle Moraes, o ambiente da Casa ainda é machista. “Só convidam mulher para a  mesa quando os homens não querem”, diz. Na última semana, sete vereadoras vestiram  camisas com o lema da campanha para chamar a atenção. Só ficou de fora Ana Rita  Tavares (PMB), adversária de Marcelle. 

Em alta
O número de passageiros transportados diariamente pelo metrô aumentou 12,6% desde   o início da integração total com os ônibus de Salvador. Antes, 126 mil pessoas passavam  em média pelo sistema metroviário, quantidade que saltou para 142 mil na última sexta,  segundo dados da CCR. A expectativa é que o crescimento seja potencializado com o  início da operação até Mussurunga.

Puro otimismo
O vereador Felipe Lucas (PMDB) acredita na aprovação do projeto que prevê a   regulamentação do AirBnB pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara,   mesmo com o parecer contrário do relator, Alexandre Aleluia (DEM): “Foram três meses  de estudo com uma grande equipe de especialistas. Podemos reverter”.

Pílulas
Alerta 

Os R$ 11 milhões recebidos na última semana pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) não são suficientes para pagar as contas até o final do ano. Segundo o reitor João Carlos Sales, a Ufba ainda precisaria receber mais R$ 41,1 milhões até o final do ano – valor previsto no orçamento – para não ficar no vermelho. 

Espera 
João Carlos Sales diz que o cenário é delicado, apesar de a Ufba ter situação melhor que outras federais, como a de Sergipe. “A liberação não nos tranquiliza. Precisamos receber o total”, diz. 

Birra
Prefeitos do Sudoeste baiano não estão nada satisfeitos com o de Vitória da  Conquista, Herzem Gusmão (PMDB). Eles se queixam que o colega não participa dos encontros na região.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas