BBB20: após eliminação, Pyong Lee confirma que subestimou a popularidade de Prior

em alta
18.03.2020, 16:37:29
Atualizado: 18.03.2020, 16:43:14
(Foto: Reprodução / Globo)

BBB20: após eliminação, Pyong Lee confirma que subestimou a popularidade de Prior

Ex-brother escolheu ir para o paredão com Babu, aliado do arquiteto, achando que seria barbada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Pyong Lee escolheu ir para o paredão que sacramentou a sua eliminação. Não por querer deixar a casa, mas por achar que Babu, seu adversário na disputa, e Prior eram fracos. Após a saída da casa, ele confirmou que subestimou a dupla, principalmente 'El Mago' - como Prior é conhecido por seus apoiadores.

"O Prior estava em um grupo de amigos que foi sendo eliminado, e ele sobrou. Ele sempre foi um dos poucos da casa que estava realmente disposto a jogar, competir, pensar no game. Mas o que a Manu falou caiu muito bem: eu entrei para jogar RPG e ele para jogar Fifa. Eram estilos completamente diferentes. Eu acabei subestimando ele em alguns momentos, mas porque eu me baseava nas atitudes que ele tinha na casa, na convivência, nas brigas. Jogava com meu 'achismo'. Só que eu gostava de conversar com ele, a gente dava muita risada. Não é como se ele fosse um arquirrival. Foi um jogo que foi se desenhando de forma estratégica", afirmou ele.

Pyong também rebateu as críticas sobre a suposta "arrogância" que mantinha no jogo. 

"A gente joga com a percepção que tem dentro da casa. Eu sempre me colocava como espectador porque, ao por o pé para fora, temos a percepção mais completa possível. Eu circulava em todas as rodas para ver o que estava acontecendo e por isso até passava como fofoqueiro. Acho que autoconfiança é diferente de arrogância, ela fortalece a mente, dá mais energia e te leva a assumir riscos. E isso fazia com que eu me divertisse no jogo", avaliou. 

"No jogo, essa minha última jogada foi o meu 'all in', apostei todas as fichas. Talvez nela a minha autoconfiança tenha sido um pouco exagerada", completou. 

Questionado se acredita ter se tornado o vilão da edição, Pyong respondeu. "Não acho. Se fui um vilão em algum momento, foi um vilão do bem. Poderia ter me tornado? Sim, talvez escolhesse esse lado daqui a pouco. Mas só saberíamos se eu continuasse no 'Big Brother Brasil'", afirmou, aos risos. 

Pyong foi o oitavo eliminado do BBB 20 com 51,70% dos votos. O hipnólogo perdeu a disputa pela preferência do público para Babu e Rafa. Assim que deixou a casa, Pyong foi recebido por Tiago Leifert no estúdio do reality, sem plateia, por conta da pandemia do coronavírus. 

Em seguida, o youtuber falou sobre sua escolha de ir ao paredão: "Segui o que eu acreditava lá dentro, sabia que tinha gente que eu gostava lá dentro, que tinha risco e eu fiz a minha jogada, fiz o que eu acreditava". Durante entrevista na Rede BBB, Pyong comentou: "Fui burro, me coloquei no paredão. É um jogo para uma vez só na vida e meu erro máximo foi me colocar no paredão. Esse final foi totalmente ter me colocado no paredão, ter recusado o anjo do Daniel e da Ivy".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas