Bellintani diz que times da Série B foram convidados para liga

e.c. bahia
15.06.2021, 17:43:00
Atualizado: 15.06.2021, 19:19:33
"Por democracia, com equilíbrio, união e trabalho", escreveu o presidente do Bahia (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Bellintani diz que times da Série B foram convidados para liga

Clubes da primeira divisão, incluindo o Bahia, querem organizar o Campeonato Brasileiro

O Bahia está entre os 19 clubes que assinaram, nesta terça-feira (15), um documento em que concordam em fundar uma liga para organizar o Campeonato Brasileiro. Nas redes sociais, o presidente tricolor, Guilherme Bellintani, mostrou o acordo e deu mais detalhes sobre a medida.

Segundo o dirigente, os clubes da Série B também foram convidados. O Vitória, que é um dos integrantes da segunda divisão, não se manifestou oficialmente sobre o assunto, mas historicamente o presidente Paulo Carneiro é defensor da ideia. 

"'A união dos clubes de futebol é uma ingenuidade sua'. Não, não era. Hoje 19 clubes de Série A assinaram o compromisso de criação imediata da Liga de Futebol do Brasil. Série B já foi convidada. Pedimos também  equiparação nos votos na eleição da CBF e fim dos filtros de candidatura", escreveu Bellintani.

"Há muito o que fazer, e isso começa já. Por novo calendário, mais planejamento, investimentos e receitas. Por democracia, com equilíbrio, união e trabalho. Sem conflitos, sem ressentimentos. Nós, clubes de futebol, queremos chegar mais próximo do que cada brasileiro espera de nós", seguiu.

O documento foi entregue para a direção da CBF nesta terça-feira (15), em reunião. O plano é que a liga respeite os critérios de acesso e descenso estabelecidos no Brasileirão atual, além da posição final dos clubes nos torneios de 2021.

"Viabilizar a partir de já. Entendo que o 15 de junho de 2021 é o ponto de partida de uma nova partida no futebol brasileiro. As premissas estão estabelecidas. União dos clubes, entendimento comum do que é preciso fazer. Os clubes mostraram a maturidade que têm. O debate varou a noite de ontem, continuou hoje de manhã. Foi um primeiro passo importante. Não temos nenhum interesse em entrar em conflito com a CBF. Vamos continuar discutindo, queremos ter mais participação na política da CBF, como a igualdade no peso dos votos e o fim do filtro político para candidaturas", disse Bellintani, na saída da reunião, ao site ge.

O único clube que não assinou o acordo foi o Sport. No entanto, o clube não é opositor da ideia, mas não fez parte já que está sem presidente. Milton Bivar renunciou nesta terça-feira e uma nova eleição ainda não foi marcada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas