Biden confirma que G7 vai banir importações de ouro da Rússia

mundo
26.06.2022, 11:01:00
(Foto: Joe Biden/AFP)

Biden confirma que G7 vai banir importações de ouro da Rússia

O presidente americano e outros líderes se reúnem hoje na abertura da cúpula do G7

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse neste domingo (27) que o G7 vai proibir as importações de ouro da Rússia. A medida faz parte de uma série de sanções do grupo, na tentativa de isolar ainda mais os russos, economicamente, após a invasão à Ucrânia.

"Os Estados Unidos impuseram custos sem precedentes a Putin para negar a ele os recursos necessários para financiar sua guerra contra a Ucrânia. Unido, o G7 anunciará a proibição da compra de ouro russo, uma exportação significativa que arrecada dezenas de bilhões de dólares para a Rússia", escreveu Biden no Twitter.

O presidente americano e outros líderes se reúnem hoje na abertura da cúpula do G7, na Alemanha, para discutir como garantir o fornecimento de energia e combater a inflação. O objetivo é evitar que as consequências da invasão russa da Ucrânia prejudiquem a coalizão global que trabalha para punir Moscou.

Horas antes da abertura formal da cúpula, a Rússia realizou ataques com mísseis contra a capital ucraniana, Kiev, e atingiu ao menos dois edifícios residenciais, segundo o prefeito da cidade, Vitali Klitschko. Foram os primeiros ataques russos desse tipo em três semanas.

Funcionários de alto escalão da administração de Biden disseram que o ouro é o segundo maior item de exportação da Rússia, depois da energia, e que a proibição das importações dificultaria a participação do país nos mercados globais. Os funcionários falaram sob condição de anonimato para discutir detalhes antes do anúncio oficial.

"Temos de assegurar que vamos todos ficar juntos. Vamos continuar trabalhando nos desafios econômicos que enfrentamos, mas acho que vamos superar tudo isso", disse Biden. "Temos de ficar juntos porque Putin tem acreditado, desde o início, que a Otan e o G7 se dividiriam de alguma forma, mas isso não aconteceu nem vai acontecer. Não podemos deixar que esta agressão tome a forma atual e escape impune."

O chanceler alemão, Olaf Scholz, acrescentou que a "mensagem positiva" é que "todos nós conseguimos permanecer unidos, algo que Putin nunca esperou".

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou que a proibição do ouro da Rússia "atingirá diretamente os oligarcas russos e o coração da máquina de guerra de Putin". "Putin está desperdiçando seus escassos recursos nesta guerra sem sentido e bárbara. Ele está bancando seu ego às custas dos povos ucraniano e russo. Precisamos privar o regime de Putin de seu financiamento", disse.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas