Bienal dos Emergentes: três premiados por justa causa

césar romero
21.01.2019, 05:00:00

Bienal dos Emergentes: três premiados por justa causa

Em cartaz até 27 de fevereiro, no Palacete das Artes, Rua da Graça, o Prêmio Bienal de Artes Visuais Prof.ª Malie Kung Matsuda, que visa incentivar os novos artistas graduados pelo Curso de Artes Plásticas UFBA. O responsável pelo acontecimento foi um novo benemérito Sr. Martin Kung, médico, com Pós-graduação em Boston, Massachusetts, trabalha na Marinha dos EEUU. Decidiu o benemérito, prestar uma homenagem à sua irmã, Malie Kung Matsuda com o nome do evento. Ela, Mestra em Artes pela UFBA, foi professora por mais de 25 anos desta instituição.A organização geral coube a Nanci Novais, diretora da Escola de Belas Artes, e o troféu para os três premiados, foi concebido por Juarez Paraiso.

O referido Prêmio tem como propósito incentivar a formação do artista visual, estimular a produção das artes visuais na Bahia e contribuir para a valorização da arte contemporânea no cenário cultural brasileiro. Soma-se a isto dar visibilidade ao Curso de Artes Plásticas da EBA-UFBA, o segundo mais antigo do Brasil, atualmente referência nacional, avaliado em 2018 com Nota Máxima do MEC.

Com a participação de 19 artistas visuais, considerados aptos a concorrerem ao prêmio, uma vez que o Edital exigia que o participante teria que ser graduado em 2017/2018, período comemorativo dos 140 anos de fundação da referida escola, a mostra reúne cerca de mais de 30 obras entre pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, instalações, performances, colagens, vídeos. São obras que revelam a qualidade, a atualidade e a diversidade de linguagens da produção destes novos artistas, jovens antenados à adversidade do mundo contemporâneo, às mudanças significativas no sistema das artes e abertos à inclusão de novos procedimentos do fazer artístico, conscientes que os processos artísticos não são entretenimento.

No primeiro lugar, Timóteo Lopes se debruçou sobre a xilogravura em grandes dimensões, retratando pessoas do cotidiano baiano. As tramas das gravuras são riquíssimas, num trabalho virtuoso, ricos em traços precisos e elaborados magistralmente. O segundo lugar coube a Marcus Dutra, com o uso de imagens e materiais obsoletos associadas a  técnica pictórica da tinta acrílica. Mentiras Poéticas, seu trabalho, sugere provocações entre épocas sobre a relação artista /obra/mercado, também no conceito do belo no imaginário social. Mario Vasconcelos ficou em terceiro lugar com o Projeto Do Existencial, que escolhe os procedimentos cerâmicos para apresentar seu modo de ver os valores culturais e simbólicos presentes na cultura e religião afro-brasileira.

Três premiações justíssimas.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/incendio-atinge-patio-e-deixa-carros-destruidos-em-porto-seguro-veja/
Caso ocorreu na prefeitura da cidade; ninguém ficou ferido
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/integrante-do-bbb19-vira-piada-no-fantastico/
Veja vídeo apresentado na edição deste domingo (17) do programa
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lutador-rayron-gracie-filho-de-mulher-espancada-se-declara-a-mae/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mulher-e-agredida-durante-quatro-horas-em-primeiro-encontro/
Vinícius Serra foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio
Ler Mais
Harley, a Cacatua brinca com sua dona, faz bastante barulho e adora derrubar coisas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/contra-as-musicas-com-baixaria-pede-rei-momo-do-carnaval-2019/
Renildo também fez alertas contra o trabalho infantil
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/persistencia-apos-oito-derrotas-secretaria-executiva-vira-deusa-do-ile-aiye/