Blitz do Turismo encontra pelo menos 30 irregularidades na Barra

salvador
08.01.2020, 20:04:28
Atualizado: 08.01.2020, 22:44:39
(Foto: Divulgação/Secom)

Blitz do Turismo encontra pelo menos 30 irregularidades na Barra

Número de ambulantes nas praias e o assédio a turistas estão entre as principais irregularidades encontradas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Pelo menos 30 irregularidades foram encontradas na Barra durante a terceira edição da Blitz do Turismo, que ocorreu no bairro nesta quarta-feira (8). A atuação dos barraqueiros, que "reservam" trechos da areia com suas cadeiras, além da necessidade de implantação de mais sanitários e o assédio a turistas foram as principais irregularidades encontradas no local. O roteiro realizado nesta quarta (8) iniciou no Forte São Diogo, passou pelo Forte Santa Maria, Farol da Barra e finalizou no Cristo. 

A necessidade de instalação de mais lixeiras, o número de ambulantes presentes nas praias e a necessidade de manutenção do cais localizado ao lado do Forte Santa Maria também foi notado pela equipe. Realizada pela Prefeitura de Salvador, através da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), em parceria com o Conselho Municipal do Turismo (Comtur), a iniciativa inspeciona os principais roteiros turísticos da cidade.

Nas últimas duas edições da Blitz do Turismo, os roteiros foram feitos no Comércio e no Centro Histórico de Salvador (Pelourinho - Santo Antônio Além do Carmo). As irregularidades encontradas nas primeiras edições já foram compiladas e entregues aos órgãos responsáveis, das três esferas: municipal, estadual e federal. O relatório é finalizado e entregue em até 48 horas úteis após a realização da inspeção.

"Uma reunião será feita posteriormente com os secretários das entidades municipais correspondentes às irregularidades identificadas. Na reunião as ações que foram tomadas pelos órgãos serão expostas", explicou o secretário de Cultura e Turismo Claudio Tinoco. "Todas as irregularidades estão sendo anotadas e encaminhadas em um prazo pequeno para que os órgãos tenham tempo para solucionar as questões", acrescentou Tinoco.

A Blitz contou com a presença de representantes da Salvador Destination, do Sindicato dos Guias de Turismo do Estado da Bahia (Singtur-BA), da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav-BA), Sindicato de Empresas do Turismo (Sindetur) e da Associação De Agências Operadoras De Receptivos Da Bahia (Abre-BA).

Para o superintendente da Abav-BA, Claudio Almeida, a realização da Blitz do Turismo irá auxiliar principalmente na área de receptivo. "A iniciativa da prefeitura é muito importante e essa ação irá auxiliar bastante o nosso trabalho. Alguns ajustes pequenos podem melhorar, por exemplo, a impressão que os turistas ficam da abordagem excessiva dos ambulantes", disse Almeida.

O presidente da Salvador Destination, Roberto Duran, destacou que as ações desempenhadas auxiliam na maior receptividade dos turistas. "Obviamente que uma das maiores questões do nosso país é a social. Encontramos com pessoas em situação de rua, que são coisas que exigem maiores intervenções, mas identificamos questões que podem ser resolvidas a curto prazo, como questões de limpeza, manutenção e de mobilidade", afirmou Duran.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas