Bolsonaro ataca e Rui Costa revida: 'governe o país com seriedade'

coronavírus
29.04.2020, 19:23:32
Atualizado: 29.04.2020, 19:31:58
(Carol Garcia/GOVBA)

Bolsonaro ataca e Rui Costa revida: 'governe o país com seriedade'

Mais cedo, presidente chamou de 'palhaçada' medidas de isolamento adotadas na Bahia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O governador da Bahia, Rui Costa, solicitou que o presidente Jair Bolsonaro começasse a governar o Brasil com seriedade. A fala é uma resposta ao chefe de estado que afirmou que "não adianta Rui Costa ficar nessa palhaçada", ao se referir às medidas de isolamento social feitas pelo governador durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Durante a live desta quarta-feira (29) sobre a situação do coronavírus, Rui ainda pediu que o presidente respeitasse as vítimas da doença e suas famílias. "Mais de cinco mil famílias que choram nesse momento a morte de seus familiares e outras famílias vão chorar nos próximos dias", afirmou o governador.

Na terça-feira (28), Bolsonaro reagiu com um “e daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre" ao ser informado por um jornalista que o Brasil ultrapassou o número de mortos da China por Covid-19.

Para o presidente, Rui Costa ainda pediu o fim das "picuinhas e agressões políticas" com que Bolsonaro governa o país. O governador analisa que o chefe de estado brasileiro trata a situação de forma debochada. "Respeite os esforço de governadores e prefeitos para salvar vidas humanas. É isso que o Brasil espera do presidente da república e assiste admirando outros líderes de nação unindo o seu país para salvar vidas humanas. Vamos governar o nosso brasil e tentar salvar a vida das pessoas, a economia, o emprego e a renda", disse.

O gestor estadual completou dizendo que as mudanças na forma como Bolsonaro lida com a crise do coronavírus devem ser feitas em nome do "povo brasileiro que acreditou no senhor, lhe dando a maioria dos votos".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas