Bolsonaro diz confiar 100% em Sergio Moro

brasil
27.07.2019, 16:00:13
Atualizado: 27.07.2019, 16:05:49
(José Cruz/Agência Brasil)

Bolsonaro diz confiar 100% em Sergio Moro

'Não fará nada que a lei não o permita fazer', afirmou o presidente em uma cerimônia na Vila Militar, em Deodoro, Zona Oeste do Rio

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro reforçou neste sábado, 27, seu apoio ao ministro da Justiça, Sergio Moro, mas disse que a decisão sobre uma possível destruição de provas no obtidas pelo inquérito da Polícia Federal que investiga a invasão de aparelhos de telefone celular de autoridades por hackers não cabe ao ex-juiz.

"A decisão de possível destruição (de provas) não é dele (Moro)", disse Bolsonaro a jornalistas, após participar de cerimônia na Vila Militar, em Deodoro, zona oeste do Rio. "O Moro não fará nada que a lei não o permita fazer. Agora, foi uma invasão criminosa", completou.

Bolsonaro voltou a dizer que estava tranquilo com a possível invasão de seu telefone porque não havia nada de reservado ou confidencial em suas conversas telefônicas.

"Invadir a privacidade das pessoas, quebrar sigilo sem autorização judicial também é crime. E ao quebrar sigilo sem autorização judicial privilegiar um órgão de imprensa também é crime. Publicar informações mentirosas e depois mesmo sabendo que foram mentirosas não se retratar é um crime também", defendeu o presidente.

Bolsonaro disse que confia 100% em Moro, negou que a permanência do ex-juiz no cargo de ministro da Justiça possa estar sob risco e defendeu o desempenho ele quando esteve à frente dos julgamentos da Operação Lava Jato em Curitiba.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas