Brasileiro viraliza depois de relatar 'aperto' em aeroporto de Portugal: 'Mesma cueca faz seis dias'

em alta
03.07.2022, 12:57:21
(Foto: Reprodução)

Brasileiro viraliza depois de relatar 'aperto' em aeroporto de Portugal: 'Mesma cueca faz seis dias'

Humorista aproveitou entrevista à TV portuguesa para desabafar; veja vídeo

O trecho de uma entrevista que o humorista brasileiro Abdiás Melo deu a uma TV portuguesa viralizou nas redes sociais. O rapaz, que é do Pernambuco, relatou à repórter do canal RTP o aperto que passou no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, após dias no terminal aguardando um novo voo - cancelado diversas vezes pela empresa aérea TAP.

"Meu anjo, eu estou com a mesma cueca faz seis dias. Eu não tomei banho. Tô fedendo. Um absurdo! Meu 'sovaco' tá fedendo e eles não fazem nada", disse o brasileiro levantando o braço. E não parou por aí. Com conta sinceridade, Abdiás aproveitou a oportunidade para protestar e desabafar. 

"Simplesmente falam assim: 'Vamos resolver, vamos resolver'. Aí bota um voo, dá o cartão de embarque e cancela. Voo, cartão de embarque, cancela. Eu só consigo fazer cocô em casa. Eu tô preso sem fazer cocô!".

Sem graça, a repórter encerra a entrevista: "Muito obrigada. É uma imagem muito gráfica a situação deste passageiro, mas é um relato que se estende", disse finalizando sua participação ao vivo.

Nos bastidores, a jornalista, identificada como Inês, reclamou ao descobrir que Abdiás é humorista profissional.  "Tu só não fizeste eu passar vergonha porque descobri logo que tu eras um comediante e estava abusando", disse. O pernambucano então se defendeu: "Eu não estava abusando, eu juro, eu estava falando a verdade. Eu não sabia que era ao vivo, eu realmente estou fedendo. Sinta o cheiro", insistiu.

Abdiás tem mais de 1 milhão de seguidores no Instagram e no Kwai. Ele também produzi vídeos de humor no TikTok, onde é seguido por  cerca de 700 mil.  "Tenho certeza que a audiência vai se compadecer e vai te dar uma cueca",  brincou a repórter.

Em entrevista a Splash, o brasileiro contou que estava viajando a trabalho e que fez publicidades na França e na Alemanha. Ele foi parar em Portugal na última quinta-feira (30), quando estava voltando para o Brasil. Além de não conseguir embarcar para o Brasil, ele teve as malas extraviadas. "Desde quarta-feira estou com a mesma cueca. Estou fedendo, as pessoas não estão aguentando ficar perto de mim. Estou em uma situação deplorável. A cueca está parecendo um pano de chão", disse a Splash. Passageiros que estavam no mesmo voo que Abdiás passaram pelo mesmo problema. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas